Menu

Sergipe

Cortes do Governo Bolsonaro ameaçam a existência do CNPq e o futuro do Brasil, alerta o Senador Rogério Carvalho

A possibilidade de suspensão do pagamento de bolsas a 84 mil pesquisadores a partir de setembro provocou um protesto do Senador Rogério Carvalho (PT/SE) nas redes sociais sobre o desinteresse deste governo em investir em educação e pesquisa.

“Um governo que não aposta em conhecimento, pesquisa e inovação do país, só garante justificativas medíocres para o povo: “não temos dinheiro”. 84 mil bolsas serão suspensas. E para o nosso futuro, esmolas por tanta ignorância!”, desabafou o vice-líder do PT no Senado.

 

 

De acordo com informações divulgadas pela imprensa, milhares de pesquisadores vão ficar sem o pagamento da bolsa, já a partir do próximo mês. Existe um déficit de R$ 330 milhões no orçamento do CNPq. Os últimos recursos em caixa já teriam sido utilizados para pagar as bolsas de agosto.

O CNPq é a principal agência de fomento à ciência do governo federal, ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Além de financiar projetos de pesquisa, o conselho apoia cerca de 84 mil bolsistas em universidades e institutos de pesquisa.

As bolsas do CNPq exigem dedicação exclusiva, ou seja, os pesquisadores não têm outra fonte de renda. Situação que vai deixar milhares de professores e estudantes de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado sem condições de manter seus trabalhos.

Como o professor e pesquisador, o Senador Rogério Carvalho demonstra preocupação com o autoritarismo do governo Bolsonaro.

“Eleger a educação e a ciência como inimigas é uma forma de colocar um projeto autoritário em prática, já que o conhecimento contribui para a conscientização popular. Cortar as pesquisas significa colocar em risco o futuro da produção acadêmica, cientifica e o desenvolvimento do país”, completa o Senador Rogério Carvalho.

Fonte: senadorrogerio.com.br

Reunião discute a primeira compra integrada do Consórcio Nordeste

O Governo do Estado marcou presença na reunião com os representantes da área da Saúde dos nove Estados nordestinos, ocorrida nesta terça-feira (27), em Salvador, para discutir detalhes da primeira compra centralizada do Consórcio Nordeste. Essa compra conjunta na área da saúde, por ser a primeira, torna-se o grande marco já no nascimento desse consórcio dos estados nordestinos.

Os governos buscam, com a integração, mais qualidade nos processos de compras e redução no custo da aquisição. A escolha da Saúde como o setor experimental foi uma decisão unânime dos governadores do Nordeste, e servirá como modelo para outras áreas.

Durante a reunião, foram apresentados 10 itens de medicamentos comuns a todos os Estados. Ficou definido que até o dia 30 deste mês será divulgado o primeiro edital conjunto para a compra de medicamentos e equipamentos médico-hospitalares. O objetivo do Consórcio é unificar o volume de compras dos nove estados, para os principais itens, com isso ter preços menores e reduções, além de qualidade nos processos de compras na área da saúde.

“Hoje foram apresentadas as equipes que irão atuar em cada Estado na área da Saúde. A partir de agora, vamos estabelecer cronogramas para outras medicações, material médico, equipamentos hospitalares, dietas enterais e fórmulas nutricionais, sempre obedecendo os itens comuns que oneram o orçamento das secretarias estaduais. Para o Governo de Sergipe será um ganho imenso com qualidade nas compras da saúde e redução de custos”, afirmou a superintendente executiva da Secretaria de Estado da Saúde, Adriana Menezes, que representou o secretário Valberto de Oliveira.

Foto: Camilo souza/GOVBA

Fonte: www.se.gov.br

Estância sedia lançamento do Programa LIDER do SEBRAE na região sul sergipana

O município de Estância, distante 68 Km da capital, foi a cidade da região sul escolhida para sediar o lançamento do programa “LIDER – Liderança para o Desenvolvimento Regional”, realizado pelo serviço brasileiro de apoio às micro e pequenas empresas, SEBRAE. O evento foi realizado no espaço Noblesse e reuniu empresários, executivos, gestores municipais, autoridades políticas, representantes de entidades da sociedade civil, pessoas com perfis de lideranças e potenciais para construção de uma rede de parceiros com o objetivo de elaborar uma agenda regional para o desenvolvimento dos nove municípios que compõem o sul sergipano.

Estimular a criação de um ambiente favorável aos pequenos negócios para o desenvolvimento regional sustentável. Esse é o objetivo do Programa de Liderança para o Desenvolvimento Regional (LIDER), uma metodologia de mobilização, qualificação e integração de lideranças que o Sebrae vem implementando, há 10 anos, em diferentes estados do país. Em Sergipe, o LÍDER foi implantado em 2017/2018, conforme relatou o diretor técnico do SEBRAE/SE, Emanoel Sobral.

 

“Para mim o programa líder é um dos melhores projetos que o SEBRAE tem. Nós começamos em 2017,implantando a primeira unidade piloto em Sergipe, no sertão sergipano, onde trabalhamos com 9 municípios e 45 líderes que durante 8 meses se reuniram para construir uma agenda de desenvolvimento para a região, uma agenda que é construída pelas lideranças do território e que será de suma importância para o alavancamento das ações de fortalecimento daquelas localidades”, disse.

 

Romualdo Vieira, secretário chefe de governo, que no ato representou o prefeito Gilson Andrade, enfatizou a importância da realização do evento no território de Estância. “Isso demonstra o quanto Estância é uma cidade importante no cenário estadual. O nosso prefeito se encontra em Brasília, más, gostaria de estar aqui recebendo os demais prefeitos da região sul, nesse evento importante para o crescimento da economia e do desenvolvimento econômico do nosso município, e de toda a região, para que a gente possa a cada dia mais melhorar na qualidade dos nossos atendimentos, dos nossos investimentos e ações”, disse.

Heloísia Fontes, gerente regional do SEBRAE/SE destacou que este evento sinaliza o início de um avanço no desenvolvimento socioeconômico do sul sergipano. Maria Anita Mendonça, Gerente da unidade de ambiente de negócios do SEBRAE, fez um resumo da noite e destacou os 3 principais pontos do evento.

“Esse ano, após uma experiência bem sucedida que foi realizada no alto Sertão, vamos implementar  programa “LIDER” aqui na região sul, o com 9 municípios participando e, posteriormente, na região centro sul, com 8 municípios. Ao final de 8 encontros estaremos com uma agenda de desenvolvimento para o território sul sergipano, onde trabalharemos 4 eixos prioritários definidos por um grupo de 44 pessoas dos setores público, privado e terceiro setor, que irão participar dos encontros. Hoje nós tivemos o momento mais técnico, onde apresentamos o que vem a ser o “LIDER” e em seguida fizemos a apresentação de uma experiência bem sucedida no Alto Sertão para que servisse de motivação para os 44 lideres daqui para que eles pudessem entender como foi a vivência dos 8 meses trabalhando em equipe com os demais integrantes dos municípios que formam a região do alto sertão. Por fim, apresentamos a sociedade os 44 líderes da região sul que estão dispostos a contribuir com o crescimento regional”, disse.

 

Ao som da musicista Cláudia Lima, os convidados saborearam um coquetel que no momento inicial do evento, oportunidade onde os presentes puderam trocar experiências e conversar sobre a importância de ações desta natureza.

Conselheiros votam pela saída de Clóvis Barbosa do TCE

Na sessão do pleno do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe na manhã desta quinta-feira, 1º de agosto, os conselheiros acataram, por unanimidade, o voto do relator Carlos Alberto Sobral pela saída do conselheiro Clóvis Barbosa para que reassuma a vaga o conselheiro aposentado compulsoriamente Flávio Conceição.  Não foram acatados os embargos declaratórios apresentados pela defesa de Clóvis.

Flávio foi aposentado compulsoriamente pela acusação de envolvimento em um esquema de fraude de licitações, corrupção, tráfico de influência, superfaturamento de obras e desvio de dinheiro. Chegou a ser preso pela Polícia Federal em 17 de maio 2007, durante a Operação Navalha, que visava desmontar o esquema de fraude em licitações de obras públicas, através da construtora Gautama, que coordenava o esquema com ramificações nos governos federal, estaduais e municipais.

Pleno_14_09_2

Com a aposentadoria compulsória de Flávio Conceição, em 29 de maio de 2009 Clóvis Barbosa é empossado conselheiro do TCE na sua vaga. Em outubro de 2017 ele é condenado em primeira instância por corrupção passiva e formação de quadrilha, a 27 anos e quatro meses de prisão, além do pagamento de quase R$ 31 mil equivalentes a 836 dias-multa no valor de um décimo do salário mínimo nacional vigente da época

Em 20 de março deste ano, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), sediado em Recife, rejeitou, por unanimidade, os embargos declaratórios interpostos pelo Ministério Público Federal (MPF) contra investigados na Operação Navalha. Com a decisão, Flávio e os demais acusados de Sergipe ficaram livres de qualquer punição, inclusive da prisão.

Com isso, em 8 de abril deste ano Flávio Conceição entrou com processo para anular o Procedimento Disciplinar que culminou com a sua aposentadoria compulsória. O parecer da Conjur/TCE, concluiu entendimento de que Clóvis devia deixar o TCE em eventual retorno do conselheiro aposentado, o que levou Clóvis a entrar com embargos declaratórios querendo saber o motivo que levou àquele entendimento. Os embargos foram analisados pelo conselheiro Carlos Alberto Sobral, relator de todo o processo relativo ao pedido formalizado por Flávio.

Clóvis Barbosa não compareceu à sessão desta quinta-feira.

Fonte: http://politicaemfoco.net.br/conselheiros-votam-pela-saida-de-clovis-barbosa-do-tce/

Governadores do Nordeste discutem missão internacional com representantes da França e Rússia

Ainda cumprindo agenda conjunta, logo após a criação do Consórcio Nordeste, oficializada nesta segunda-feira (29), em Salvador, Bahia, a comitiva de governadores nordestinos seguiu para Brasília. Os detalhes da missão do Consórcio do Nordeste na Europa foram discutidos à noite, entre os governadores, o ministro de Negócios na França, Jean Yves, e o embaixador do país no Brasil, Michel Miraillet.

O encontro aconteceu na embaixada da França, em Brasília, e contou com a participação do presidente do Consórcio, governador Rui Costa (Bahia); dos governadores Wellington Dias (Piauí), Paulo Câmara (Pernambuco) e Fátima Nunes (Rio Grande do Norte); da vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino; do secretário executivo do Consórcio, Carlos Gabas; e de representantes do Ceará e do Maranhão. Ainda em Brasília, os gestores também foram à embaixada da Rússia.

“Hoje foi um dia muito rico, iniciamos com a estruturação do Consórcio, onde percebi a maturidade e compromisso dos nove governadores com o fortalecimento das ações das gestões estaduais. Depois fomos em grupo visitar duas embaixadas, Rússia e França, onde fomos muito bem recebidos e relatamos os problemas, os avanços e as potencialidades de nossa região. Vi com muita satisfação a preocupação dos representantes internacionais com o meio ambiente, a Educação, o desenvolvimento econômico, a geração de empregos e energias limpas”, avaliou a vice-governadora Eliane Aquino.

A França deve ser a porta de entrada da missão internacional do Consórcio do Nordeste na Europa. Esta agenda começou a ser construída ainda no mês de junho, quando Rui Costa fez um primeiro encontro com o embaixador francês. O governador baiano explicou ao ministro a formatação do Consórcio. “Queremos fazer compras para uma população de 55 milhões de pessoas, aumentando escala, diminuindo custos e prezando pela excelência dos serviços aos nordestinos”.

A viagem deve acontecer na segunda quinzena de novembro. Nas próximas semanas, a radiografia das potencialidades do Nordeste já estará nas mãos do governo francês para cruzar áreas de interesse. Saúde, meio ambiente, saneamento, energias renováveis já estão na pauta. “Vamos fazer uma agenda em favor do Brasil e em favor do Nordeste”, assegurou Costa.

O ministro se colocou disponível para a construção dessa parceria e quer nova rodada de discussão entre as equipes técnicas, para acertarem os pontos estratégicos para a França e para os nove estados do Nordeste.

Mais ações em Brasília

As atividades do grupo de gestores em Brasília tiveram início na tarde de hoje, após reunião em Salvador, quando lançaram o planejamento estratégico, com a formalização operacional do Consórcio do Nordeste, já registrado sob CNPJ. A comitiva presidida pelo governador da Bahia foi à embaixada da Rússia no Brasil, onde apresentou as potencialidades do Nordeste ao embaixador Serguey Akopov.

O objetivo da visita foi apresentar o órgão e abrir caminho para uma carteira de parcerias – com o governo, empresas privadas e investidores. Conforme Rui Costa, os nove governadores devem ir a Ásia, passando pela Rússia, China e Coréia, no primeiro semestre de 2020. O objetivo é captar investidores e promover integração financeira entre a região e aquele país.

Rússia e Sergipe

No solo russo, ficou acordada a construção conjunta da visita internacional e também uma reunião do Consórcio com Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil-Rússia, sediada no Rio de Janeiro, ainda neste ano. “Queremos desenhar este mapa de oportunidades para iniciarmos um relacionamento produtivo do Nordeste com a Rússia”, disse Rui Costa. O embaixador ficou otimista com a iniciativa. “Vamos começar a trabalhar já. É preciso preparar bem esta visita”, pontuou Akopov.

Para o representante do escritório de Sergipe em Brasília, Dernival Neto, a Rússia se destaca como grande parceiro em potencial para o estado. “Particularmente para nós, de Sergipe, a Rússia é uma fortíssima produtora de gás e é muito importante atrair empresas internacionais na área de exploração e do aproveitamento do gás. A Rússia é líder mundial na produção de fertilizantes, e com essa questão do gás, e a possibilidade de expandir a Fafen, faz da Rússia um parceiro importante. A França e a Rússia se prontificaram em estreitar esses laços, e temos que abrir o Brasil para exportações, precisamos seguir esse caminho para gerar emprego e renda para nosso povo”, destacou.

Fonte: Site Política em Foco

Fábio Reis comemora ordem de serviço para duplicar Adutora Piauitinga

“Com essa duplicação, Lagarto vai ter um suprimento de água garantido por mais cerca de 40 anos”, festeja ele. O deputado federal Fábio Reis, MDB, foi ao Palácio de Despacho no final da tarde desta terça-feira, 30 de julho, comunicar ao governador Belivaldo Chagas, e comemorar, a determinação do Governo Federal de dar início à obra de duplicação da Adutora do Piauitinga, que abastece Lagarto e agora será extensiva às cidades de Riachão do Dantas e de Simão Dias.

“Eu me sinto muito contemplado com a sensibilidade do Governo Federal para com esta obra, porque todos nós sabemos que água é saúde e é vida. Tanto eu quanto o governador Belivaldo Chagas agradecemos ao presidente Jair Bolsonaro por entender a importância desse projeto para esta região de Sergipe”, disse o parlamentar à Coluna Aparte.

“Acabei de sair do Palácio de Despachos do Governo de Sergipe. Nós viemos numa luta aí desde 2014, batalhando por esse investimento para Lagarto, que é a duplicação da Adutora do Piauitinga no município. Em nome desse projeto e a propósito desse assunto, já estivemos, inclusive, eu e o governador Belivaldo Chagas, com o próprio presidente Jair Bolsonaro”, relembrou Fábio.

O deputado federal Fábio Reis recebeu um telefonema ministerial confirmando o desembargo de tudo para iniciar os trabalhos. “Graças a Deus, na última sexta-feira o ministro Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional, me ligou confirmando que estava autorizando já o início da obra e que tinha acabado de encaminhar para a Superintendência da Caixa Econômica Federal em Sergipe e pro Governo do Estado para começar tudo. Eu quero dizer que fico muito feliz em ter conquistado essa grande obra na ordem de R$ 83 milhões para o município de Lagarto”, anunciou o parlamentar.

“O ministro enviou para mim a AIO – Autorização de Início de Obra -, por ter sido essa obra uma atuação minha, para que a entregasse ao governador Belivaldo Chagas. E aí eu convidei o superintendente da Caixa em Sergipe, Diego Carraro, por ser ele também um proponente, para entregarmos a AIO ao governador do Estado, para que ele já possa dar início à obra. Para mim, essa obra é uma grande conquista do nosso mandato. Com essa duplicação, Lagarto vai ter um suprimento de água garantido por mais cerca de 40 anos. E insisto em dizer que foi diretamente uma atuação nossa, simbolizada em quatro anos de muita luta”, afirma Fábio.

Fábio Reis chama a atenção para o histórico da Adutora Piauitinga, para ressaltar a importância de que ela venha a ser duplicada agora num prazo de dois anos. “Para se ter uma noção da importância dessa obra, a adutora de Lagarto foi projetada no comecinho dos anos 80 para uma cidade com 50 mil habitantes, e levemos em conta que hoje somos 110 mil lagartenses, e com essa duplicação ela vai poder atender entre 180 mil e 200 mil pessoas. A Piauitinga foi inaugurada com a presença do ex-presidente João Baptista Figueiredo e do meu avô Artur Reis, como prefeito”, ressalta o deputado.

“Quero informar eu já tem um desembolso R$ 12 milhões liberados aí para o início da obra. Já está devidamente licitada e a montagem do canteiro de obra começa entre 10 a 15 dias – essa é a previsão da direção da Deso, que já comunicou à empresa vencedora da licitação. Esse canteiro vai ser montado em Salgado, e a água vai ser captada no município de Estância e remetida para Lagarto com beneficiamento dos municípios de Riachão do Dantas e Simão Dias”, diz Fábio.

O parlamentar lembra que a duplicação da Adutora Piauitinga já deveria ter começado. “Na verdade, essa obra era para ter sido iniciada no ano passado. Conseguimos a AIO dela lá no começo de 2018, mas foi quando a Caixa identificou que a Deso tinha vencido a sua concessão com o município de Lagarto. Nós precisávamos renovar essa concessão, que era a de uso e ocupação do solo. Mas o então prefeito Valmir Monteiro não dava de jeito nenhum. Ele só veio conceder em fevereiro agora, um dia antes de ter sido afastado da gestão. Aquilo foi o suficiente para a gente perder o orçamento do ano passado. Foi aí que entramos em campo com um trabalho diferente com o novo Governo e, graças a Deus, deu nesse desfecho anunciado na última sexta-feira pelo ministro Gustavo Canuto”, disse o deputado.

 

Fonte: JLPolítica

Evangélicos participam da Marcha para Jesus 2019

Diversos cristãos se uniram neste sábado, 27, para participar da 26ª edição da Marcha para Jesus que este ano tem como tema “O clamor de um povo que crê”. O evento busca contar com integrantes de diversas religiões em um ato de fé, agradecimento e exaltação do nome de Jesus Cristo.

A concentração se deu na Praça da Bandeira onde de lá, evangélicos saíram atrás de trios elétricos com destino ao estacionamento dos mercados municipais. A animação ficou por conta do cantor Lucas Abreu, Expressão Gospel e Kids e Cia animando as crianças.

De acordo com o pastor Jorge Luiz, organizador da marcha e membro da Igreja do Evangelho Quadrangular esse é um momento de adoração a Jesus. “Aqui não tem distinção de raça ou religião, o importante é o povo vir adorar a Deus. Que venha com alegria e até com os problemas porque aqui são libertados por Deus. A nossa previsão é que tenhamos um público entre 35 e 50 mil pessoas nos mercados”, diz.

Josefina da Cruz que é membro da Igreja Quadrangular, também marcou presença na marcha como faz todos os anos. “Todo ano eu venho. É benção glorificar a Deus e venho porque tira até o estresse da gente”, comemora.

O cantor Lucas Abreu não deixou ninguém parado e animou um dos trios. “O primeiro passo da marcha é a união dos cristãos em falar de jesus. Esse ano com menos trios, as pessoas vão interagir mais para adorar a Deus”, conta.

Os shows na Praça do Mercado Municipal começaram a partir da chegada dos trios. Este ano, o louvor ficou por conta do cantor Melk Vilar, além de Wodia Damares.

por Aisla Vasconcelos