Menu

Acidente com ônibus de escolinha do Colo-Colo deixa três jovens mortos

Motorista perdeu controle ao bater em coletivo brasileiro, diz mídia local

MENDOZA — Três menores de idade da delegação infantil do time de futebol chileno Colo-Colo morreram depois que o ônibus em que estavam capotou na Argentina. O acidente com o coletivo, que levava a equipe até o Paraguai, aconteceu na localidade de Las Cuervas. O jornal argentino local “La Nación” cita duas dezenas de feridos — dois estão em estado grave.

Pelo Twitter, o clube lamentou “profundamente a trágica morte” e enviou “um abraço fraterno e condolências” às famílias, aos amigos e a todos os integrantes da escolinha. Entre as vítimas, há uma menina e dois meninos, com idades entre 10 e 18 anos. Eles foram identificados como Javiera Collel Arenas, de 10 anos, Matías Benjamín Vidal Perez, de 13 e Benjamín Andrés Valenzuela Gutiérrez, de 18.

Lamentamos profundamente la trágica muerte de 3 niños, miembros de una delegación deportiva de la escuela de fútbol Colo-Colo Lo Boza de la comuna de Quilicura. Enviamos un abrazo fraterno y nuestras condolencias a sus familias, amigos y a todos los integrantes de dicha escuela.

Trinta e cinco pessoas viajavam no ônibus, pertencente à empresa MelTur. Parentes dos jovens jogadores os acompanhavam no trajeto. Eles partiram de Quilicura quando o motorista perdeu o controle do veículo na zona de curvas, no quilômetro 1234 da estrada, por volta de 3h30m (horário local).

Segundo o “La Nación”, o motorista tentou ultrapassar um caminhão, mas bateu de frente com um micro-ônibus brasileiro e acabou por cair de uma ribanceira, à beira da estrada. As condições climáticas eram ruins no momento do acidente, diz o jornal: chovia desde a fronteira até a cidade de Mendoza.

Na mesma província, há menos de um ano, um acidente com um veículo da companhia Tur Bus deixou 19 pessoas mortas.

As autoridades confirmaram que a delegação estava a caminho de Assunção, capital do Paraguai, para disputar uma competição esportiva. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Luis Chrabalowski, na localidade de Uspallata.

O condutor do ônibus chileno era Leonel Quiroga Morales, de 39 anos. Já o coletivo brasileiro, segundo o “La Nación”, que cita a polícia nacional, era dirigido por Olegario Rodriguez Filho e não tinha patente de exportação.

Pelo Facebook, a empresa Meltur confirmou o acidente e informou que funcionários seus de Santiago se dirigiram à Argentina.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, lamentou o acidente nas redes sociais.

“Meus mais sinceros pêsames e solidariedade às famílias de falecidos no acidente da escola de futebol do Colo-Colo, ocorrido nesta madrugada na estrada de Mendoza, e desejo que os feridos possam se recuperar. Nosso Consulado está colaborando. Todo o Chile está com vocês!”, escreveu a líder da nação.

Mi más sincero pésame y solidaridad con las familias de fallecidos en el accidente de la escuela de fútbol de Colo Colo ocurrido esta madrugada en la ruta a Mendoza, y deseo que los heridos puedan recuperarse. Nuestro Consulado ya está colaborando. ¡Todo Chile está con ustedes!

Do: G1 SE

Related Posts

LEAVE A COMMENT

Theme Settings