Menu

Clubes sergipanos aprovam mudanças no regulamento para o Nordestão 2019

Sergipe e Confiança veem com bons olhos os clássicos locais e novo formato de disputa

Confiança e Sergipe já sabem quais são os possíveis adversários na Copa do Nordeste do próximo ano: ABC, Altos, Bahia, Botafogo-PB, Ceará, CRB, CSA, Fortaleza, Moto Club, Náutico, Salgueiro, Sampaio Corrêa, Santa Cruz e Vitória.

E para 2019 teremos mudanças na competição regional. Elas foram anunciadas na última terça-feira. O Nordestão será realizado com 16 clubes divididos em dois grupos de oito integrantes cada. Os times de uma chave enfrentarão os da outra. Ao final de oito rodadas, os quatro melhores classificados de cada grupo garantem classificação para as quartas. Serão oito rodadas na primeira fase. Os clubes que disputarão a final terão 14 partidas, duas a mais em relação ao formato de disputa atual. Os representantes sergipanos aprovaram as alterações.

– É um formato muito interessante pela questão de visibilidade. Porque serão dois grupos de oito times. Onde um grupo joga contra o outro e terá clássicos locais e regionais. Com isso, teremos grandes públicos nos estádios e também grandes audiências nas televisões. Isso é bom, vai aumentar a receita do clube de várias formas, de renda, de patrocinadores. Então eu acredito que esse formato vai valorizar muito mais a Copa do Nordeste – afirmou o presidente do Confiança.

– Vamos sair de uma realidade de três partidas para oito e a possibilidade de outras equipes virem jogar em nossos domínios, também sairemos mais para jogar fora de casa. O Sergipe acredita que a forma de disputa é benéfica para a competição. Criará mais incentivo e participação, são oito jogos, haverá um clássico local, então isso também é um incentivo. E acreditamos que dará uma nova roupagem e uma nova competitividade para as partidas, aí sim esperamos que o Sergipe se saia bem – ressaltou o presidente do conselho do Sergipe.

Além destas alterações, a Copa do Nordeste pode sofrer outras em 2020, veja mais aqui. Uma que já entra em vigor no próximo ano é o fato de clubes do mesmo estado ficarem em grupos diferentes e, como as chaves se enfrentam, teremos diversos clássicos na fase inicial, algo que havia sido solicitado pelos clubes em reunião com a Liga do Nordeste. A última vez que Confiança e Sergipe se enfrentaram na Lampions League foi em 2014.

– Essa possibilidade do clássico local trará para a cidade é para a competição uma nova roupagem de um torneio que é regional. Esse foi o entendimento da Liga e dos clubes que participaram da reunião, inclusive o Sergipe. Essa rivalidade sadia dentro de campo incrementará a competição – comentou Lailson Melo.

– Um dos pontos discutidos também nesta reunião foi em relação à renda do clássico entre Confiança e Sergipe. Eu votei a favor que o vencedor do clássico ficasse com 60 e o perdedor 40%. Vai ser muito mais atrativo para o torcedor, a própria competição vai se tornar mais atrativa. É uma competição que vem crescendo em termos financeiros a cada ano. E com esse novo formato de grandes clássicos e grandes públicos claro que a visibilidade será muito maior é com isso a gente entende que terá um retorno muito maior financeiramente para o ano de 2020 – destacou Hyago França.

+ Opinião: De olho na torcida, Nordestão muda formato, mas pode ser um tiro no pé

Por GloboEsporte.com, Aracaju (Foto: Osmar Rios/GloboEsporte.com)

Related Posts

LEAVE A COMMENT

Theme Settings