Menu

Denúncias auxiliaram a desarticular grupo que aplicava golpes na web

A Operação Ludíbrio da Serra, deflagrada na manhã desta terça-feira, 06, teve como um dos pontos centrais para a Polícia Civil chegar até os suspeitos denúncias de alguns integrantes que estavam insatisfeitos com o suposto esquema criminoso.

“Acredito que possa ter havido algum desagrado entre eles e a partir daí começaram a delatar para desmantelar a organização”, conta delegada Lauana Guedes, responsável pelas investigações.

Ainda de acordo com a delegada, todos os integrantes se conheciam e atuavam há aproximadamente cinco anos. “A gente conseguiu descobrir que se tratava de uma organização criminosa em que eles eram parentes e amigos, destaca.

Foram presos: Fábio Araújo dos Santos, Jessé Carvalho de Santana, Gabriel Calazans, Pedro Ivo Nascimento Dantas, Claudemir Santos do Nascimento, Tarcísio Pereira da Silva, Cristiano Carvalho, Maria Cláudia de Carvalho e Maycon Antônio de Carvalho Santos, que segundo a delegada, era o líder da organização e quem arquitetava os golpes.

“A partir de um anúncio verdadeiro, o Maycon ficava responsável por capitar todos os dados do veículo, ou seja, se inteirava das informações, e depois se passava ora como vendedor, ora como comprador. De modo com que ele fazia que outros vendedores e compradores se encontrassem, indo inclusive ao cartório, e na hora de transferir o dinheiro, ele transferia para um dos integrantes”, resume.

A delegada acrescenta que a divisão de tarefas não foi totalmente esclarecida, mas que Maycon era o líder e obtinha as primeiras informações para plagiar o anúncio. “Ele fazia isso de lá do Mato Grosso mesmo junto com a mãe. Nesse grupo, todos os envolvidos são parentes ou amigos. Por exemplo, Jessé é irmão de Maycon e Cristiano é primo deles. Quando o golpe era aplicado, eles dividiam o dinheiro ao final”, afirmou a delegada Lauana Guedes.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio (INFONET)

Com informações da SSP

Related Posts

LEAVE A COMMENT

Theme Settings