Menu

Três secretarias de Arauá têm energia cortada por débito de R$ 2 milhões deixado por ex-gestora.

Suspensão do fornecimento de energia foi por conta da falta de pagamento de débito antigo entre a administração municipal e a empresa de distribuição de energia SULGIPE.

A falta de pagamento das contas de energia elétrica provocou cortes no fornecimento em prédios da Prefeitura Municipal de Arauá, no Sul sergipano, nesta quarta-feira (07).

Técnicos da Cia Sul Sergipana de Eletricidade – SULGIPE, empresa distribuidora de energia que atua em boa parte do estado, realizaram o trabalho de suspensão. Os cortes foram confirmados pela assessoria de imprensa da prefeitura de Arauá que destacou o início da renegociação de uma dívida de R$ 2.058.549,00 deixada pela gestão da ex-prefeita.

A última atualização dos débitos foi no dia 17 de outubro de 2018. O valor total do débito incluir os encargos e juros pelos atrasos.

Em nota, a empresa informou que já havia reavisado a prefeitura sobre o vencimento e que ofereceu um prazo de sete dias para sanar o debito.

Já entrando no terceiro ano de mais um mandato, o atual prefeito José Ranulfo dos Santos (PSC), vem se desdobrando para equilibrar as finanças do município. Ele iniciou o processo para pagamento da dívida junto à empresa SULGIPE e, desde que assumiu o mandato, em 1º de janeiro de 2017, tenta negociar o débito e evitar mais transtornos.

Sem recursos, a prefeitura enviou uma contraproposta para a empresa, e a companhia já está em Arauá iniciando o religamento nas secretarias de Esporte, lazer, cultura e turismo; saúde e agricultura, onde teve o fornecimento suspenso.

Por: Washington Reis / SERGIPE REPÓRTER

Related Posts

LEAVE A COMMENT

Theme Settings