Menu

Corpo do jogador sergipano foi identificado pela arcada dentária

No início da tarde deste sábado (9), peritos do Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro conseguiram identificar, através da arcada dentária, o corpo do jogador sergipano Athila Paixão, de 14 anos. O adolescente é um dos 10 mortos do incêndio no Ninho do Urubu, onde fica o Centro de Treinamento (CT) do Clube de Regatas do Flamengo.

Os familiares do sergipano foram chamados pelo Flamengo e deixaram o Povoado Brasília, município de Lagarto (SE) para ajudar na identificação do corpo. Na noite de sexta-feira (9), eles deixaram Sergipe e seguiram de carro até Salvador (BA), onde embarcaram de avião na manhã deste sábado.

Por volta das 17 horas (local), o G1 Sergipe conversou com familiares do jogador. Eles disseram que estavam a caminho do Instituto Médio Legal do Rio de Janeiro para liberar o corpo e não havia confirmação do horário de retorno para Sergipe. Minutos depois, a informação é que já tinha sido liberado.

A assessoria de imprensa do Clube de Regatas do Flamengo informou a nossa produção que no final da manhã deste sábado (9), o presidente do clube, Luiz Rodolfo Landim Machado, esteve com os familiares das vítimas do incêndio e que está dando toda a assistência necessária.

Disse ainda que não está previsto um velório coletivo e assim que o corpo do jogador sergipano for liberado vai providenciar o traslado do corpo, assim como também o retorno dos familiares.

Carreira

Athila tinha 14 anos e era atacante, no dia 11 de março completaria 15 anos. O adolescente começou treinando na escolinha ‘Geração Futuro’, na cidade de Lagarto e viajou para o Rio de Janeiro para realizar testes no Flamengo no dia 28 de março de 2018.

No dia 9 de abril, ele recebeu a notícia de que foi aprovado nos testes e ficou no clube carioca. O jovem atacante jogou a Copa Zico, em 2018 e se destacou pelos 3 gols marcados.

Damião Paixão, pai do jogador — Foto: Reprodução/TV Sergipe

Damião Paixão, pai do jogador — Foto: Reprodução/TV Sergipe

Último Adeus

O pai do atleta disse que foi informado da morte do filho por uma assistente social do Clube de Regatas do Flamengo. Em sua última conversa com o filho, na noite de quinta-feira, Athila disse que estava bem e que nesta sexta-feira iria treinar no Maracanã.

“Eu só dormia depois de falar com ele. Hoje tentei ligar pra ele e o telefone não atendia”, disse o pai do atleta, Damião Santos Paixão.

A última vez que pai e filhos estiveram juntos foi no domingo (3), quando o jovem deixou o estado após alguns dias de férias com a família. “Não caiu a ficha. Quando me despedi dele [no aeroporto, em Aracaju], ainda falei que se ele quisesse ficar não tinha problema, mas respondeu que era o sonho. Era tudo que ele queria”, relatou emocionado.

Incêndio mata 10 jovens e deixa três feridos no Centro de Treinamento do Flamengo — Foto: Reprodução/JN

Incêndio mata 10 jovens e deixa três feridos no Centro de Treinamento do Flamengo — Foto: Reprodução/JN

O incêndio

As chamas atingiram as instalações do Centro de Treinamento do Flamengo onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. A suspeita é que um curto-circuito em um ar-condicionado foi a causa do incêndio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio deixou 10 mortos e três feridos.

Um vizinho do Ninho do Urubu contou ter ouvido uma explosão momentos antes do incêndio. As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio.

Os 10 garotos mortos no incêndio do CT do Flamengo — Foto: Arte/G1

Os 10 garotos mortos no incêndio do CT do Flamengo — Foto: Arte/G1

Por Anderson Barbosa, G1 SE

Related Posts

LEAVE A COMMENT