Menu

Empresário se suicida em ato com ministro e governador em Aracaju

O empresário estava na segunda fila da plateia e, logo após o pronunciamento do governador, sacou uma arma e atirou contra si

O empresário estava na segunda fila da plateia e, logo após o pronunciamento do governador, sacou uma arma e atirou contra si

O Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural em Sergipe, que acontecia na manhã desta quinta-feira (4), em um hotel da Orla da Atalaia, na Zona Sul de Aracaju, foi cancelado após a morte do empresário do setor de cerâmica Sadi Gitz. O evento contava com a presença do governador Belivaldo Chagas e do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

O empresário estava na segunda fila da plateia e, logo após o pronunciamento do governador, sacou uma arma e atirou contra si. O próximo a falar seria o ministro de Minas e Energia.

Antes de sair do hotel, Belivaldo Chagas falou sobre o ocorrido e confirmou o cancelamento do simpósio. “Sabíamos que Sadi estava com problemas de ordem financeira, por problemas com a sua empresa. Ele vinha conversando com a Sergas, e lamentavelmente num momento de fraqueza ele cometeu o suicídio. Eu quero prestar a minha solidariedade à família, sei que não é fácil receber uma notícia dessa, mas a vida segue e por conta disso suspendemos o evento. Seria um desrespeito a ele continuar”, disse.

Corpo de empresário que atirou contra si durante evento em Aracaju é levado ao IML

Corpo de empresário que atirou contra si durante evento em Aracaju é levado ao IML

Após perícias da Polícia Criminalística no local da ocorrência, o corpo de Sadi Gitz foi levado ao Instituto Médio Legal (IML) por volta das 11h e liberado no início da noite desta quinta-feira.

De acordo com a diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a delegada Thereza Simony, o tiro foi na parte superior da cabeça e a arma utilizada, um revólver calibre 38, pertence ao empresário. Ela disse ainda que pessoas que estavam no evento e parentes do empresário serão ouvidos pela polícia.

Morte de empresário cancela evento com governador de Sergipe e ministro de Minas e Energia

Morte de empresário cancela evento com governador de Sergipe e ministro de Minas e Energia

A Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) informou que o velório do empresário será realizado nesta sexta-feira (5), no Cemitério Colina da Saudade. No sábado (6), o corpo segue para a cidade de Alagoinhas (BA), onde será cremado.

Morte de empresário durante evento em Aracaju gerou repercussão no meio empresarial

Morte de empresário durante evento em Aracaju gerou repercussão no meio empresarial

Empresário morto

O empresário gaúcho Sadi Paulo Castiel Gitz nasceu em Porto Alegre, no dia 13 de novembro de 1948. Graduado em matemática, engenharia mecânica e administração, chegou a Sergipe na década de oitenta.

Sadi atuou na Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) e na Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb). Também foi presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese). Mas a atividade de maior destaque ao longo das últimas décadas foi na fábrica de cerâmica Escurial, com sede na cidade de Nossa Senhora do Socorro.

A fábrica começou a operar em 1993 e se tornou uma importante unidade de produção do setor. Porém, nos últimos anos, a situação econômica da empresa piorou. No ano passado, foram realizadas demissões. E em maio deste ano, com os reflexos da crise econômica do país, foi iniciado o processo de hibernação, com a perda de mais de 600 empregos diretos e indiretos.

Por G1 SE / Aracaju

Related Posts

LEAVE A COMMENT