Menu

A construção de uma Alma Feminina: breves relatos

Todos os dias escrevo diversos textos com objetivos diferentes: reedição de matérias para site de notícias, textos para posts nas redes sócias, revisão de textos de clientes, mas começar esse está sendo muito difícil. Muita coisa aconteceu nos últimos dois anos que mudaram o rumo da minha vida e quando muitos acreditaram que isso seria ruim, na verdade cada nova queda foi uma mola para alavancar realizações e concretização de potenciais adormecidos.

Esse projeto de registrar memórias, por exemplo, surgiu há alguns meses e na verdade já existem alguns textos prontos, mas que irei revelando na medida em que forem se encaixando na cronologia dos fatos. Importante na verdade nesse início é demonstrar a essência das minhas decisões atuais. Não costumo questionar se o que faço está certo. Me questiono sempre se o que estou fazendo me faz bem e se pode fazer bem a alguém, se a resposta é positiva ganho a certeza de que o resultado das minhas ações chegará onde eu quero, transformar alguém, mesmo que esse alguém seja eu mesma.

Perdi alguém tão importante para mim e talvez tenha sido esse o “start” para colocar as palavras juntas e criar os textos que tornarão real o registro das experiências que me tornaram a mulher que sou eu. Isso deixa meu coração feliz, pois a cada semana quero trazer aqui lembranças que irão eternizar não somente momentos da minha vida, mas me farão lembrar e eternizar as lembranças e momentos do meu pai.

Nada mais justo nesse espaço chamado “Alma Feminina” do que desnudar a história da mulher que idealizou um trabalho tão lindo voltado a promover a sororidade. Pensei lá no inicio, quando comecei com um programa de rádio, trazer a biografia de mulheres das mais diversas áreas e aos poucos isso foi ganhando uma proporção que transformou a minha vida e que vejo transformar a vida de outras mulheres, vamos devagar e vai chegar a hora de trazer essas  histórias aqui também.

Nesse primeiro momento quero agradecer a equipe do Sergipe Repórter na pessoa do amigo Washigton, por possibilitar esse espaço; e me comprometer a toda segunda feira trazer uma nova cena dessa vida que aos poucos me transformou na KARINA LIBERAL de hoje. Sejam bem vindas e bem vindos às memórias de uma vida tão real quanto a sua.

 

POR: Karina Liberal

Related Posts

LEAVE A COMMENT