Em 2º tempo nervoso, Silvy marca de pênalti e Confiança é campeão estadual Featured

Em 2º tempo nervoso, Silvy marca de pênalti e Confiança é campeão estadual

Atacante do Dragão e Madona foram expulsos. Decisão teve briga entre jogadores durante e depois da partida. Esta é a segunda vez seguida que o Itabaiana é vice no estádio Etelvino Mendonça

O Confiança é o mais novo campeão sergipano. A última vez tinha sido em 2015, quando foi bicampeão. Em um jogo de muitas faltas, cartões e algumas confusões entre jogadores, o Dragão do Bairro Industrial venceu no detalhe. Soube aproveitar a oportunidade e derrotou o Itabaiana no Etelvino Mendonça pelo placar mínimo.

O Tremendão jogava pelo empate, mas aos 27 minutos do segundo tempo, após Alexandre tocar a bola com a mão, Thiago Silvy, que tinha entrado nesta etapa e estava no lance, foi lá e estufou a rede de Genivaldo. Este é o 21º título sergipano do Dragão, contando com aquele de 2000 que até hoje está sob júdice, dividido com o maior rival, o Sergipe.

Vale ressaltar que as duas equipes já garantiram vaga na Copa do Brasil e Nordestão do próximo ano pelo fato de estarem na final do estadual. Agora, os times vão focar no Campeonato Brasileiro. O Confiança disputa a Série C a partir do dia 15 de maio em casa. A estreia do Dragão será contra o Salgueiro, às 20h30, na Arena Batistão.

Enquanto isso, o Itabaiana terá mais tempo para se preparar, pois só começa a Série D no dia 21 deste mês contra Fluminense de Feira de Santana, às 16 horas, no estádio Etelvino Mendonça.

Muitas faltas, alguns cartões e pouca eficiência
Como já era esperado, o Confiança foi pra cima desde o começo da partida. Tito, logo aos 3 minutos, fez boa jogada individual pela esquerda e quase marcou. Depois o mesmo atacante tentou pela direita e não foi feliz. Enquanto isso, André Beleza comandava as criações do lado tricolor, principalmente pela esquerda com Madona. Dragão e Tremendão insistiam através das bolas paradas, mas as duas defesas estavam muito bem. Goleiros e zagueiros estavam concentrados e não deixaram a rede balançar no Etelvino Mendonça na primeira etapa.

Flávio até tentou de fora da área e não conseguiu. O mesmo aconteceu nas investidas de Diego Neves e Paulinho Macaíba. A melhor chance do Tricolor foi quando DN9 serviu André Beleza, mas o domínio dele não foi legal e Henrique saiu bem do gol. Álvaro (melhor chance) e Cordeiro também tentaram, mas de nada adiantou. Hércules idem. As faltas foram aumentando e os cartões amarelos foram surgindo. Até nisso o equilíbrio. Foram quatro, dois para o Confiança e dois para o Itabaiana. Jardel, pelo time proletário, e André, pelo tricolor, foram as últimas tentativas desta etapa que terminou 0 a 0.

Gol, brigas, expulsões e Dragão campeão
No intervalo, Leandro Sena apostou as fichas em dois jogadores, os atacantes Iago e Thiago Silvy. Com isso, o Confiança foi ainda mais pra cima dos donos da casa. O setor ofensivo proletário realmente melhorou. Era o tudo ou nada para o Dragão. Sendo assim, os azulinos deixaram espaços e o Itabaiana chegou algumas vezes ao gol de Henrique. Diego Neves, Hércules e André Beleza foram os três que mais tentaram, nenhum deles foi eficiente. Mérito também do setor defensivo proletário que se manteve bem durante toda a partida.

O Confiança insistia nas jogadas pelas laterais e bolas aéreas. Até que, aos 25 minutos, Thiago Silvy disputa a bola dentro da área com Alexandre. O zagueiro do Itabaiana toca a bola com a mão e o árbitro marca a penalidade para o Dragão. O próprio Silvy foi lá e marcou para os proletários, tirando a vantagem do Tremendão. Genivaldo até foi na bola, mas não conseguiu pegar, foi uma boa cobrança do atacante azulino, que recebeu cartão amarelo porque tirou a camisa na comemoração.

Depois do gol, Itabaiana foi com tudo em busca do empate e o Confiança tentava ampliar. As equipes iam se revezando no ataque até que, aos 33 minutos, Madona recebe segundo amarelo por reclamação e é expulso, deixando os donos da casa com 10 em campo. Dois minutos depois, quase Iago faz o segundo gol proletário em jogada individual. E aos 37 a melhor chance do Tremendão. Em cobrança de falta de André Beleza no ângulo, Henrique faz grande defesa e garante o placar. Depois dos 40 minutos, jogadores começaram a se estranhar e rolaram algumas discussões e agressões físicas. Em uma delas, Genivaldo e Silvy recebem cartão amarelo. O atacante do Confiança já tinha um e foi expulso. Cláudio Francisco e os auxiliares tiveram muito trabalho para contornar os conflitos, mas conseguiram. Já aos 50, Chapinha teve uma boa chance de empatar e mandou pra fora. Fim de papo no Mendonção: Itabaiana zero, Confiança um. O Dragão do Bairro Industrial volta a conquistar o título estadual.

Por GloboEsporte.com, Itabaiana Confiança campeão sergipano 2017 (Foto: Jorge Henrique)

back to top