Sergipe Repórter

A gritos de “assassinos”, acusados de matar mulher carbonizada chegam à audiência de instrução

Aconteceu nesta terça-feira, 19, a audiência de instrução dos acusados do assassinato de Verônica Elisiane Barbosa Mesquita, de 22 anos, conhecida como Mel, que foi encontrada morta na manhã do dia 10 de novembro de 2021, às margens do Rio Cafuz, no município de Areia Branca, após ser esfaqueada e ter o corpo carbonizado. No local, os envolvidos foram recebidos por populares que utilizaram as expressões “assassinos” e “queremos justiça” para se manifestarem.

Entre os acusados, que confessaram o crime, estão a própria irmã da vítima, Elissandra de Jesus Oliveira, conhecida como Naninha, que teve a ajuda do esposo, Everton dos Santos Costa, e também de Marcelo, um motorista de táxi que foi responsável por dirigir o veículo utilizado no crime.

“Dentro do carro a Mel foi esfaqueada e morreu no banco traseiro. O local onde o corpo foi encontrado serviu apenas para a desova e eles utilizaram o combustível para colocar fogo no corpo da vítima, a fim de limpar qualquer vestígio. Em seguida saíram de lá e lavaram o carro. Esse carro foi periciado e estamos aguardando o laudo”, disse a delegada Jéssica Garcia, responsável pelo caso.

A suposta motivação do crime seria dinheiro. Segundo o relato dos investigados, as duas irmãs trabalhavam juntas com agiotagem.

PorFanF1

Related Articles

Posso ajudar?