Sergipe Repórter

Borracheiro é condenado a prisão por matar mulher em Socorro

Um homem identificado como Josenaldo dos Santos da Silva, popularmente conhecido como Naldo Borracheiro,  acusado de matar e ocultar os cadáveres de quatro pessoas, foi condenado nesta quinta-feira, 10, a 11 anos, 10 meses e 53 dias de prisão em regime fechado pelo homicídio de Maria Aparecida Conceição, uma de suas vítimas. O crime foi considerado homicídio duplamente qualificado com os agravantes do emprego de meio cruel e motivo fútil.

Entre os que fatores influenciaram na determinação do tempo de cumprimento de pena, estão a psicopatia constada em exame médico pericial e a confissão feita pelo réu. Naldo Borracheiro irá a julgamento novamente no dia 17 de fevereiro em virtude de mais um homicídio.

O caso

Em maio de 2019, Josenaldo dos Santos da Silva, 36 anos, foi preso em flagrante suspeito de matar e ocultar os corpos de quatro pessoas no município de Nossa Senhora do Socorro.

Na época, três dos quatro corpos encontrados foram identificados e se tratavam de Maria Aparecida da Conceição, José Batista Sobrinho e Denilson Manoel dos Santos, um deles com oito anos de idade.

Por Luana Maria e Verlane Estácio

Related Articles

Posso ajudar?