Sergipe Repórter

Defesa de Diego Costa diz que quebra de sigilo confirmará a versão do jogador à PF

Por meio de uma nota, a defesa do jogador Diego Costa afirmou que não ficou surpresa com a decisão da Justiça Federal em Itabaiana, que determinou a quebra do sigilo bancário do atleta na Espanha. Segundo a defesa, liderada pelo advogado Aurélio Belém, a medida apenas confirmará as declarações prestadas pelo atleta à Polícia Federal (PF)

A defesa também lembrou que foi durante o depoimento à PF que Diego Costa afirmou que abriria mão dos seus sigilos. “Portanto, a defesa segue a mesma linha, firme no propósito de demonstrar que o craque nunca foi financiador ou teve qualquer outra ligação com o site de apostas investigado, que não seja a de consumidor, na qualidade de apostador”, ressaltou.

Diego Costa é um dos alvos da Operação Distração, uma investigação que apura suposta prática de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa envolvendo o site de apostas Esportnet, seus proprietários, operadores financeiros e financiador.

Confira a nota da defesa de Diego Costa na íntegra:

“A defesa técnica do atleta Diego Costa acompanha de perto o desenrolar das investigações relativas à Operação Distração, no exercício da ampla defesa, aguardando os próximos passos e resultados das diligências, sempre à disposição para colaborar com a busca da verdade real, por meio do devido processo legal.

Quanto ao pedido de quebra de sigilo bancário internacional, nesse momento, a defesa nada tem a declarar, eis que que a medida cautelar não lhe traz surpresa alguma, sendo, portanto, apenas uma fase seguinte no cronograma investigativo, que tem o propósito de confirmar as declarações prestadas pelo jogador à Polícia Federal, após ele ter informado ao delegado que abriria mão dos seus sigilos.

Com efeito, vale informar que a quebra internacional de sigilo demanda uma burocracia considerável, passando por diversos órgãos dos governos e justiça dos dois países envolvidos.

Portanto, a defesa segue a mesma linha, firme no propósito de demonstrar que o craque nunca foi financiador ou teve qualquer outra ligação com o site de apostas investigado, que não seja a de consumidor, na qualidade de apostador.

No mais, a defesa aguarda os resultados das novas diligências determinadas, a fim de se posicionar sobre estes, oportunamente.”

Por Lagartense.com

Related Articles

Posso ajudar?