Sergipe Repórter

Denarc desencadeia operação e apreende metralhadora e cocaína em Estância

Ação visou o combate ao tráfico de drogas e terá continuidade

O Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de Sergipe (Denarc) desencadeou uma operação de combate ao tráfico de drogas no município de Estância, nesta segunda-feira, 25. Durante a ação, uma metralhadora e certa quantidade de cocaína foram apreendidas.

A operação se deu a partir de investigações coordenadas pelo delegado André David, do Denarc. As diligências iniciais mostraram que o aumento do número de homicídios no município estanciano estava ligado à disputa de território por grupos envolvidos com o tráfico de entorpecentes na região Sul do estado. 

A partir daí, o Denarc aprofundou os trabalhos, tomando conhecimento de que o  suspeito de tráfico André Santos Lima, conhecido como André Gordo, e com aparente influência num grupo criminoso da região, faria uma entrega de drogas nesta segunda. Assim, o Departamento montou uma operação, para frustrar a entrega, em Estância. Em meio à ação, André reagiu à presença policial, iniciando uma troca de tiros. Durante o revide, o homem veio a óbito.

Com ele, o Denarc apreendeu uma metralhadora 9mm e quantidade de cocaína, que está sendo levada para a capital, visando a pesagem na sede do Denarc. Segundo o que foi levantado pela Polícia Civil, a suspeita é de que o grupo que André fazia parte disputava o comando do tráfico de drogas em Estância com outra facção, fato que culminou no aumento de homicídios na localidade. 

“Ele era um elemento que causava temor na comunidade local. Ele agiotava com o dinheiro do tráfico, tirava as pessoas de suas residências, tomava as residências das pessoas, numa forma de saldar dívidas que elas tinham com ele. E também fomentava o tráfico local, bem como os homicídios que estavam ocorrendo”, citou o delegado André David. 

De acordo com as investigações, André tem passagem policial pelos crimes de tráfico de drogas e associação criminosa, tendo sido detido pelo Cope no passado. 

A Polícia Civil dará continuidade às investigações que culminaram nas apreensões de hoje,  visando desarticular toda a quadrilha, e dar mais tranquilidade aos estancianos.

Com informações da SSP-SE

Related Articles

Posso ajudar?