Em Aracaju e no Brasil, candidatos a prefeito bolsonaristas têm dificuldades em emplacar votos

Em Aracaju e no Brasil, candidatos a prefeito bolsonaristas têm dificuldades em emplacar votos

Apesar do apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), candidatos a prefeito bolsonaristas não estão emplacando nos votos.

Em várias capitais, incluindo Aracaju, tais nomes não conseguem disparar na liderança ou com grandes votações nas pesquisas de intenções de voto.

Na capital sergipana, dois candidatos estão vinculando seus nomes ao de Jair Bolsonaro. Rodrigo Valadares (PTB) e Lúcio Flávio (Avante) estão se colocando como opções bolsonaristas desde o início da campanha.

Até agora foram divulgadas duas pesquisas Ibope. Nelas, Rodrigo apareceu com 6% e com 10%, respectivamente, enquanto Lúcio registrou 3% e 2%. Já na pesquisa da TV Atalaia, afiliada da Record em Sergipe, Rodrigo tem 4,67%, e Lúcio Flávio 1,17%.

Este é um fenômeno que tem sido registrado em todo o Brasil. Segundo o UOL, candidatos que nas grandes cidades estão se vinculando como bolsonaristas, como Celso Russomano (Republicanos) em São Paulo, Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio de Janeiro, Bruno Engler (PRTB) em Belo Horizonte e Cézar Leite (PRTB), também estão com dificuldades.

O caso mais chamativo é o de Russomano em São Paulo. Na última pesquisa Datafolha ele despencou sete pontos percentuais, e no Ibope caiu cinco pontos. Ele chegou a retirar menções a Bolsonaro e atacar o rival Bruno Covas (PSDB) na campanha, mas já vê a possibilidade de nem chegar ao segundo turno.

Jair Bolsonaro ainda não se envolveu diretamente nas campanhas. Apesar de ter liberado alguns candidatos em grandes capitais utilizarem sua imagem, o presidente preferiu não estar ativo para com seus candidatos, visando não desagradar sua base no Congresso Nacional.

Com informações do site AJUNEWS

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by