Estância: presidente André Graça deixa sua marca no legislativo municipal

Estância: presidente André Graça deixa sua marca no legislativo municipal

No início desta legislatura (2017) o número de assentos para os vereadores precisava ser adequado, uma vez que passou de doze parlamentares para quinze, três a mais. O presidente da Casa, vereador André Graça, alugou imóvel para dar condições dos três novos parlamentares atenderem ao público e desempenhar seus mandatos à época.

André Graça assumiu o compromisso de até o final do seu mandato de Presidente aparelhar os três parlamentares com os seus próprios gabinetes.  Iniciou em 2019 uma expressiva reforma na estrutura da Casa quando foram construídos três gabinetes, banheiro com acessibilidade, sala de contabilidade, sala da diretoria, sala de reuniões e nova fachada.

No final de dezembro (2020) André Graça fecha seu mandado de vereador e de presidente deixando a Casa com estrutura para receber os quinze vereadores: prédio reformado com pintura interna, cadeiras e birôs reformados (dos parlamentares), servidores com plano de cargos e salários aprovado, veículo novo para atender aos trabalhos legislativos. Um detalhe a ser pinçado: a moderna fachada do prédio “Prefeito Pascoal Nabuco”, sede da Câmara, transformada em uma das mais imponentes da cidade, fruto de um projeto defendido pelo atual presidente André Graça.

Há cerca de vinte anos a Câmara Municipal de Estância foi composta por quinze vereadores e duas vereadoras – Maria de Jadiel e Edineuza da Farmácia -, totalizando dezessete membros; em 2004 a Câmara passou a ter dez vereadores, o mesmo número de vagas se repetiu em 2008. Em 2012 foram acrescidas duas vagas, totalizando doze vereadores; em 2016 foram eleitos quinze vereadores, três a mais, dentre esses, uma vereadora, Chica do Fato; este ano (2020) também foram eleitos quinze vereadores, dentre esses, uma vereadora – Alinete Soares.

O próximo presidente não terá alguma necessidade de fazer qualquer adequação no prédio, tão pouco os vereadores tenham que ficar deslocados como aconteceu em 2017 se não fosse a competência do comandante André Graça, que deixa o parlamento e assumirá o cargo de vice-prefeito ao lado do seu amigo e aliado Gilson Andrade, prefeito reeleito.

Por: Genílson Máximo

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by