Sergipe Repórter

Estanciano de 17 anos estreia no futebol profissional contra o Botafogo do Rio de Janeiro

O resultado nem de longe foi o esperado pelo volante Riquelme que neste domingo, 25, estreou com a camisa 7 do Macaé, clube da primeira divisão do campeonato Carioca.

Em seu primeiro jogo como profissional, o estanciano de 17 anos pegou de cara o Botafogo de Futebol e regatas, que venceu a partida contra o Macaé por 4×0. Mesmo com a derrota, Riquelme saiu vitorioso da partida afinal, o garoto humilde do Alecrim estreou sendo titular, contra um gigante do futebol brasileiro e não fez feio. Ele assinou seu nome na história do futebol e agora tem uma vida pela frente para brilhar.

No dia 24 de março, há um mês, a equipe do Diário Sergipano entrevistou a dona Ana, mãe do Weldson Riquelme Santos Rosa, e o senhor Zé Branco,  avô e um dos maiores incentivadores do estanciano.

Riquelme tem 17 anos, foi criado sem seu pai, assassinado por um amigo quando o  jogador ainda era uma criança de pouco  menos de dois anos. Sua mãe e seu avô foram seus incentivadores e sempre apostaram em seu sonho. Riquelme tem um irmão e segundo a sua mãe na escola sempre foi esforçado.

Desde pequeno participou de diversas escolinhas e clubes, trabalhando com profissionais como Lealdo – Escolinha Talentos, Márcio Bebidas, Miguel da Xineray, Erick do Fluminense, Eu acredito – Professor Ramos, além de clubes como Sergipe, Confiança, Estanciano e até o Vasco da Gama do RJ, onde fez testes.

Na Copa Jardim, organizada pelo professor Josué, Riquelme se destacou e foi visto por olheiros que lhe convidaram para fazer testes fora do estado. O ainda menino viajou o país e participou de seletivas em Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro.

Passou fome em São Paulo e por pouco não desistiu do sonho. Retornou a Sergipe e após a decepção  em uma das maiores  metrópoles do mundo firmou em seus objetivos, manteve o foco e abraçou a proposta e o apoio de Alex, Giovani e Fernando – responsáveis pela sua ida ao Macaé.

Grata pelas pessoas que passaram na frente do seu filho, a dona Ana, mãe do Riquelme, destacou a importante participação do pastor Aloísio, do Bairro Alecrim na trajetória do seu filho.

Para garantir a ida do seu filho para a região sudeste a Ana contou com o apoio da família que fez um rateio para conseguir os valores.

Hoje, o  ex-aluno da Escola Reunidas, do João Nascimento Filho e do Arabela  deu o primeiro pontapé para se tornar famoso, assinar contratos com clubes maiores e realizar um dos seus sonhos, que é ajudar a sua família e as pessoas mais necessitadas.

Já a dona Ana, que é só sorrisos, destacou ao repórter Pisca Jr que  está muito feliz e realizada, deixando uma mensagem para todas as mães. “Não deixem de acreditar. Realizem o sonho dos seus filhos”, disse.

Por telefone, as 22h45 o atleta deste domingo, Riquelme destacou que estava no ônibus do clube a caminho do apartamento e que assim que chegasse conversava com a nossa equipe para falar sobre a emoção da estreia.

VÍDEO DIÁRIO SERGIPANO

*Com informações do site Diário Sergiano – Imagem enviada por Marquinhos acessor

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?