Sergipe Repórter

Família acredita que morte de jovem no Coqueiral tem relação com envolvimento amoroso

No fim da tarde desta segunda-feira, 18, um jovem identificado como Carlos Daniel de Carvalho Costa, de 21 anos, foi executado a tiros de pistola ponto 45 no Loteamento Coqueiral, no bairro Porto Dantas,  zona norte de Aracaju. 

Segundo informações de familiares, o jovem estava trabalhando em uma mercearia quando foi surpreendido por três homens em um veículo, que chegaram perguntando por ele e já foram atirando. Daniel foi atingido e morreu ainda no local. Ele é natural do Povoado Saquinho, no município de Moita Bonita, e residia na Capital a cerca de 1 ano, quando deixou a vida de agricultor devido ao agravamento da pandemia da Covid-19. 

O Programa Alerta 99, da rádio Fan FM, conversou, com exclusividade, com o padrinho de Daniel, Gilson Paixão, que disse que o crime pode ter ligação com a noiva dele, que a família nunca conheceu pessoalmente. 

“O que a gente pode imaginar é que pode ser por conta de uma noiva que ele tinha. Ele ia lá sempre na Barra atrás dela. Ela já foi casada e tinha filho. Ele conheceu ela há pouco tempo e nunca mostrou nem a foto dela para a gente. Ficamos chocados e queremos Justiça”, afirmou o padrinho. 

O corpo de Carlos Daniel está sendo velado na residência dos pais, em Moita Bonita, e será sepultado na tarde desta terça-feira no cemitério da cidade. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realiza diligências para elucidar o crime.

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?