Sergipe Repórter

Fórum de Estância é o terceiro interditado após contaminação de servidores

Mais uma unidade do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) foi fechada nesta quinta-feira, 17, devido ao surto de infecção de COVID-19 entre os servidores do órgão.

Desta vez, a unidade interditada foi o Fórum Ministro Heitor de Souza, localizado em Estância. Até o momento, pelo menos seis servidores testaram positivo para o novo coronavírus na unidade. Somados aos casos registrados nas últimas semanas em Maruim, Propriá e no Fórum Olímpio Mendonça, em Aracaju, já chega a 36 o número de servidores do TJSE infectados.

O Fórum foi fechado após determinação de uma Portaria que suspendeu os atendimentos externos e as audiências presenciais. De acordo com o documento, os gestores de cada setor têm autonomia para adotar regime de rodízio com no máximo um servidor trabalhando presencialmente em cada setor ou manter os servidores trabalhando integralmente no regime de home office.

Sindijus pede suspensão de atividades presenciais

Dada a gravidade da situação e  o risco de ampliar o surto de infecção em todo o estado, o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Sergipe (Sindijus) enviou um ofício à Presidência do TJSE solicitando que fosse retomado o regime de trabalho remoto em todas as unidades do tribunal.

“Estamos cobrando uma atitude do Tribunal de Justiça em defesa da preservação da saúde e da vida dos servidores. O governador do Estado já anunciou medidas mais duras junto aos estabelecimentos comerciais e órgãos do executivo estadual, temendo um colapso no sistema de saúde no final de dezembro. Na nossa avaliação, o Tribunal de Justiça deveria seguir o mesmo caminho”, destacou Raul Laurence, coordenador de saúde do Sindijus e servidor da Primeira Vara Cível de Estância.

De acordo com o boletim epidemiológico do coronavírus, divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), chega a 101.148  o número de casos confirmados e a 2.381 o número de mortes pelo vírus em Sergipe.

Comitê de Atenção à Saúde

A problemática foi pauta da última reunião do Comitê de Atenção à Saúde do TJSE, realizada na manhã desta quinta-feira, 17. Raul, que representa o sindicato no comitê, conta que durante a reunião foi debatida a viabilidade de manutenção da evolução do protocolo de retomada de atividades do TJSE, que está em sua 3ª fase, diante da elevação de casos de contaminação de servidores pelo novo coronavírus.

Raul explica que o comitê já havia solicitado à presidência do tribunal, via ofício, a adoção de medidas a fim de preservar a saúde dos servidores, inclusive a adoção do rodízio de turnos e a ampliação do trabalho remoto. “Porém, ficou definido que o trabalho presencial será mantido até a próxima segunda-feira, 21, quando se inicia o recesso forense e, no primeiro dia após a retomada das atividades nas unidades do tribunal, dia 7 de janeiro, haverá nova reunião do comitê com o objetivo de avaliar os encaminhamentos frente ao cenário que irá se apresentar”, destacou o coordenador do Sindijus.

Com informações do site Rita Oliveira I Foto: Washington Reis

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?