Há 30 anos morria em campo o lateral João Pedro

Há 30 anos morria em campo o lateral João Pedro

Há 30 anos um jovem atleta sergipano, chamado João Pedro e que deixou a sua Estância em busca de um sonho, faleceu tragicamente em 4 de abril de 1990, vítima de um infarto fulminante durante uma partida do Sport Club do Recife, em Timbaúba, contra o Estudantes, válida pelo campeonato estadual.Juscelino dos Santos, irmão do jogador, garantiu que João Pedro – campeão pernambucano em 1988 e da Copa União (Brasileirão) de 1987 e com ida praticamente acertada para o Porto de Portugal – declarou que a morte pode ter sido consequência de um erro médico.

– Meu irmão, no intervalo do jogo, informou ao médico do Sport que não estava se sentindo bem e que não desejava continuar atuando. Não teve o pedido atendido e, ainda por cima, lhe foi ministrada uma injeção – contou,  ressaltando que o medicamento aplicado “acelerou os batimentos cardíacos, provocando-lhe, logo no início do segundo tempo, o infarto”.

Disse também que a família não teve acesso ao laudo médico.

– Não se está aqui, para acusar ninguém, mas a gente sabe que aconteceu algo errado e que não foi devidamente esclarecido. 

A imprensa pernambucana registrou na época que João Pedro caiu junto à lateral do campo e foi, imediatamente, conduzido a um hospital da cidade e, em seguida, levado para Recife, a 94,5 km de Timbaúba. Hoje, sabe-se que ele já saiu de Timbaúba sem vida e que sua morte só não foi logo anunciada, para não abalar psicologicamente os demais jogadores do Sport.

Após velado na Ilha do Retiro, o corpo veio para Estância, ficando exposto no salão da loja maçônica ‘Piauitinga’, a fim de que familiares, amigos e conterrâneos dele se despedissem, antes do sepultamento no cemitério local.

Três meses depois, na noite do dia 31 de julho de 1990, foi realizado um amistoso em Estância, no estádio Governador Augusto Franco (Francão), entre Estanciano Esporte e Sport, com renda revertida para a família de João Pedro.  

Juscelino revelou que o irmão era muito previdente e que investia os rendimentos adquirindo veículos, colocados para comercialização numa revendedora de carros pertencente a Luciano Bivar, então presidente do Sport. 

Filho de Cosmo dos Santos e Maria Helena Marcolino dos Santos, João Pedro nasceu em 24 de junho de 1966 e iniciou a carreira no juvenil do Santa Cruz de Estância, tradicional clube do interior sergipano, pentacampeão estadual nos anos 60 e primeiro campeão profissional, hoje afastado das competições oficiais.Em 1986, ainda júnior, deixou o Santa Cruz de Estância-SE, transferindo-se para o Sport, onde ficou até 1990, quando precocemente faleceu. Quem o descobriu foi o treinador Nereu Pinheiro (recentemente falecido), das categorias de base do Sport, numa viagem a Sergipe, para observar alguns jogadores do Confiança. Ao assistir ao jogo contra o Santa Cruz, entusiasmou-se com a atuação de João Pedro, indicando a sua contratação.

Para manter viva a memória do irmão, Juscelino Santos, também ex-jogador de futebol, coordena, no município sergipano de Itabi, a ong ‘João Pedro’, onde desenvolve o projeto social ‘Bola no Pé, Livro na Mão’

SÚMULA

Jogo: Estudantes 0 x 4 Sport (1ª fase do 2º turno do Campeonato Pernambucano)
Dia: 4 de abril de 1990
Local: Estádio Municipal João Ferreira Lima – Timbaúba
Renda – Cr$ 157.220,00
Público: 2.650 pagantes
Árbitro: Jair Pereira
Goleadores – Neco (2), Nenê e Ramón
Comandado por Charles Muniz, o Sport formou com Paulo Victor, Valdeni, Aílton, Nenê e João Pedro (Márcio Alcântara). Agnaldo, Amauri e Neco. Mirandinha, Ramón (Fábio) e Edmilson.

Texto de AUGUSTO SANTOS, publicado na-Folha da Região/Estância-SE

(Colaborou com esta matéria Fabio Emanuel Oliveira)

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by