Sergipe Repórter

MP dá prazo de 48h para SMS esclarecer incêndio na UPA Nestor Piva

O Ministério Público de Sergipe (MPSE) emitiu um ofício cobrando esclarecimentos sobre o incêndio que acometeu a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva na manhã desta sexta-feira, 28. O documento assinado pelo promotor de justiça José Rony Almeida é direcionado à Waneska de Souza Barbosa, secretária de saúde de Aracaju, e dá um prazo de 48 horas para o envio do que foi solicitado.

De acordo com o ofício do MPSE, o órgão deseja saber se algum paciente internado sofreu alguma lesão ou veio a óbito por conta do incêndio; para onde foram transferidos os pacientes, explicitando os nomes de cada um e das unidades de saúde que os receberam; o estado de saúde de cada um dos pacientes; se existe necessidade de transferência dos pacientes para outro Estado da federação, por conta de superlotação das unidades de saúde locais

Ainda de acordo com o documento, o MPSE também pede esclarecimentos para saber se já existe algum indício das causas do incêndio e as medidas que foram adotadas para contenção, além de solicitarem o envio do laudo do corpo de bombeiros, assim que concluído, indicando as possíveis causas do incêndio e a situação atual da unidade de saúde e o que poderá continuar funcionando após a descontaminação.

O MPSE salientou que, por meio da 2ª Promotoria de Justiça dos Direitos do Cidadão, especializada na Defesa dos Direitos à Saúde de Aracaju, está acompanhando, junto à Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju (SMS), a transferência dos pacientes, a causa do incêndio e a situação da unidade.

Incêndio na UPA Nestor Piva

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 28, um  incêndio atingiu a Unidade de Pronto Atendimento, Nestor Piva, na zona norte da capital.

De acordo com informações do porta-voz da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o início das chamas ocorreu na ala Covid-19, destinada aos pacientes que testaram positivo para a doença. Cerca de 60 pacientes tiveram que ser transferidos e alocados em outras unidades de Saúde. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os pacientes foram transferidos para o Huse, Caps Jael Patrício, Hospital Santa Isabel e Hospital Cirurgia.

Uma equipe da Diretoria de Operações do Corpo de Bombeiros já está no local realizando o trabalho de perícia, visando a identificação das causas do incêndio. O relatório com o resultado será divulgado no prazo de 30 dias.

Por Isabella Vieira e Verlane Estácio com informações do MP/SE I Foto: CBMSE

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?