Sergipe Repórter

Mulher que acusa pastor de estupro tenta tirar a própria vida

O Portal Fan F1 conversou com exclusividade com a mãe da garota de 26 anos que acusa o pastor Ednaldo da Silva, da Igreja Batista Avivamento Mundial, localizada no bairro Coroa do Meio, Zona Sul de Aracaju, de estupro. O caso teria ocorrido no último dia 15 deste mês e ganhou repercussão em todo o estado. A Polícia Civil já iniciou as investigações para apurar o crime.

Bastante abalada, a mãe da vítima, que foi chamada pela polícia para prestar esclarecimentos na manhã desta quarta-feira, 22, relatou que, após o suposto estupro, a filha tentou tirar a própria vida. “Minha filha está em casa, ela está estressada. Tentou se matar no domingo, se jogar sem eu saber. Depois ela ligou para o pai do menino e falou. Ela não está bem. Atendimento psiquiátrico não chegou nenhum lá”, conta a mãe da jovem.

Após a repercussão do caso, a igreja se manifestou por meio de nota. “A instituição repudiou toda e qualquer manifestação de violência contra a mulher” e ao “tomar conhecimento extraoficialmente da denúncia, afastou o pastor denunciado de suas atividades”. A nota prestou ainda apoio à fiel. “A igreja se solidariza com a vítima e, desde já, se dispõe a colaborar com as investigações em toda e qualquer diligência que seja necessária à elucidação dos fatos”.

A mãe da jovem comemorou o afastamento do pastor investigado. “É o certo. Assim como ele fez com minha filha, ele estava fazendo com outras pessoas. Foi a primeira vez que fomos para esse lugar. Fomos porque minha filha estava desesperada por conta do fato com o esposo dela. Ele está sem falar, sem escrever. Ele pegou ela num momento que ela está frágil, uma jovem de 26 anos, só tem idade, é uma criança que tem filho de 7 anos”, lamenta.

O CASO

O estupro teria ocorrido um dia após a fiel ter procurado o pastor em busca de oração para o marido que tinha sofrido um acidente vascular cerebral (AVC). O suspeito teria a orientado a encontrá-lo no outro dia para que ele pudesse tirar a “pombagira” dela e libertá-la do mal. No dia marcado, ele a teria conduzido de carro até um apartamento, onde o crime foi praticado. Segundo a vítima, o pastor disse que, para fazer o ritual, a mulher teria que ficar nua, e então passou a tocar nas partes íntimas dela e a penetrá-la.

Portal FanF1

Related Articles

Posso ajudar?