Nos pênaltis, Fluminense bate Flamengo e conquista a Taça Rio, veja vídeo

Nos pênaltis, Fluminense bate Flamengo e conquista a Taça Rio, veja vídeo

Teremos final no Campeonato Carioca! O Fluminense conquistou nesta quarta-feira a Taça Rio ao vencer nos pênaltis o Flamengo, no Maracanã. Após empate por 1 a 1 no tempo normal, os tricolores levaram a melhor na disputa das penalidades por 3 a 2.

O Fluminense foi melhor na etapa inicial e abriu o placar com o gol de Gilberto. Na etapa final, o Flamengo melhorou e conseguiu o empate com Pedro.

Na disputa por pênaltis, Nenê, Hudson e Fernando Pacheco fizeram, enquanto Dodi e Michel Araújo perderam para o Fluminense. Já no Flamengo, Gabigol e Pedro marcaram, mas Willian Arão, Léo Pereira e Rafinha desperdiçaram suas cobranças.

O jogo

O Fluminense começou a partida querendo surpreender e com um minuto Nenê arriscou sem perigo para Diego Alves. No entanto, logo o Flamengo passou a ter o domínio da posse de bola, mas parava na boa marcação tricolor.

Somente aos 24 minutos, uma das equipes chegou com perigo no Maracanã. Após bate e rebate, a bola ficou com Gilberto, que cabeceou em cima de Diego Alves para desperdiçar boa chance para o Fluminense. O Flamengo respondeu em seguida, em chute de Arrascaeta sobre o travessão.

Aos poucos, o Fluminense conseguiu impedir os avanços do Flamengo e passou a roubar mais bolas no meio. Os tricolores quase marcaram aos 35 minutos, quando Yago pegou a sobra, mas chutou pela linha de fundo.

Só que aos 37 minutos, o Fluminense abriu o placar no Maracanã. Após cruzamento, Marcos Paulo desviou e Gilberto cabeceou no canto, sem chance para Diego Alves.

Nos minutos finais, o Flamengo tentou esboçar uma pressão, mas seguiu parando na marcação do Fluminense. Assim, os tricolores mantiveram a vantagem até o intervalo.

No segundo tempo, os rubro-negros aumentaram o ritmo e passaram a controlar mais a partida. Mesmo ainda tendo dificuldade, os flamenguistas tiveram boa chance aos nove minutos. Bruno Henrique aproveitou cruzamento e cabeceou para boa defesa de Muriel.

O Fluminense recuou ainda mais e busca os contra-ataques, sem sucesso. Já o Flamengo quase empatou aos 19 minutos. Gerson aproveitou cruzamento e cabeceou sozinho, mas pela linha de fundo. Depois, foi a vez de Gabigol obrigar Muriel a grande defesa após nova bola levantada na área.

O Fluminense só criou boa chance na etapa final aos 30 minutos. Caio Paulista arriscou da entrada da área e a bola passou perto, mas sobre o travessão. Mais uma vez, a resposta rubro-negra veio em seguida, em chute de Gabigol que parou em Muriel. De tanto insistir, o Flamengo empatou em mais um cruzamento. Filipe Luís levantou para Pedro cabecear para a rede.

Na parte final, os jogadores do Fluminense pareciam cansados. Com isso, o Flamengo aumentou a pressão em busca da virada. Os rubro-negros quase marcaram o segundo aos 38 minutos. Bruno Henrique aproveitou cruzamento e cabeceou para o gol. No entanto, Hudson apareceu em cima da linha para salvar os tricolores.

Nos acréscimos, o Flamengo teve a última chance para marcar, com Diego. O meia chutou de fora da área e Muriel fez defesa segura para levar a decisão para os pênaltis.

Na disputa por pênaltis, o Fluminense levou a melhor por 3 a 2 e ficou com o título da Taça Rio.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 1 (3) X 1 (2) FLAMENGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de julho de 2020, quarta-feira
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Farinha
VAR: Rodrigo Nunes de Sá
Cartões amarelos: Nenê e Gilberto (Fluminense); Léo Pereira, Rafinha e Filipe Luís (Flamengo)
GOLS
FLUMINENSE: Gilberto, aos 37min do primeiro tempo
FLAMENGO: Pedro, aos 32min do segundo tempo

FLUMINENSE: Muriel, Gilberto (Michel Arapujo), Matheus Ferraz, Nino e Egídio; Hudson, Dodi, Yago (Yuri) e Nenê; Marcos Paulo (Caio Paulista) e Evanílson (Fernando Pacheco)
Técnico: Odair Hellmann

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego) e Éverton Ribeiro (Michael); Arrascaeta (Pedro), Bruno Henrique (Vitinho) e Gabigol

Técnico: Jorge Jesus
Fonte: Gazeta Esportiva
administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by