Sergipe Repórter

Operação combate fraudes em mais de 200 benefícios do INSS em Sergipe; uma pessoa foi presa

O prejuízo aos cofres públicos chegou a quase R$ 16 milhões com o pagamento dos benefícios pagos indevidamente.

Uma pessoa foi presa em flagrante durante uma operação da Polícia Federal (PF) e do Ministério de Trabalho e Previdência, deflagrada nesta sexta-feira (17), para cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão em Japoatã em combate a fraudes em 203 benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). As concessões, que foram suspensas, causaram um prejuízo estimado em R$ 15.883.335,51.

  • PF e CGU investigam fraudes de organização com recursos do Ministério da Mulher

Durante a ação policial também foram apreendidas uma pistola 380, com dois carregadores e 48 munições e uma espingarda calibre 12, com 12 munições.

Armas apreendidas durante operação realizada em Sergipe — Foto: PF/SE

Armas apreendidas durante operação realizada em Sergipe — Foto: PF/SE

De acordo com a PF, os investigados falsificavam documentos para a criação de pessoas fictícias e obtenção indevida de benefícios assistenciais, com “idosos de aluguel” e fabricação de identidades falsas e outros documentos em nome de pessoas inexistentes.

A operação foi intitulada ‘Impostores’. Os mandados e a suspensão foram determinados pela Justiça Federal em Sergipe, que ainda decidiu pela indisponibilidade de bens móveis e bloqueio de saldos e aplicações financeiras pertencentes aos investigados.

Eles responderão por falsificação de documentos públicos, falsidade ideológica, uso de documentos falsos e estelionato majorado.

Segundo a PF, com a suspensão dos 203 benefícios, será possível evitar um prejuízo em torno de R$ 27 milhões que seriam pagos indevidamente.

Por g1 SE

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?