Operação conjunta intercepta veículo em Cristinápolis e apreende 270kg de drogas em Sergipe e na Bahia

Operação conjunta intercepta veículo em Cristinápolis e apreende 270kg de drogas em Sergipe e na Bahia

Ação teve início com abordagem a veículo no interior sergipano, e os levantamentos indicaram que a maior parte da droga estava em Esplanada (BA)

Atualizada às 11h50 – Em torno de 270kg de maconha prensada foram apreendidas em uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Sergipe e o Núcleo de Inteligência Penitenciária da Polícia Penal de Sergipe. A Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) auxiliou a operação. A ação policial teve início em Cristinápolis e continuou no município baiano de Esplanada. A operação foi divulgada nesta terça-feira, 30.

A operação ocorreu após a apuração da denúncia de que um veículo iria transportar drogas da Bahia para Sergipe. “Não sabíamos qual o carro, e então momtamos pontos de bloqueio e identificamos um veículo suspeito”, relatou o diretor do Denarc, Ataíde Alves.

As equipes abordaram um veículo que era conduzido por uma mulher, em Cristinápolis. No veículo abordado no interior sergipano, foram apreendidos 70 kg da droga.

“A mulher confirmou que tinha ido em Esplanada, e nos deslocamos para lá. Tivemos apoio do Draco da Polícia Civil da Bahia, e identificamos o imóvel que era utilizado somente para guardar a droga, que viria para Sergipe. Também tivemos o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core)”, complementou o delegado.

Já em continuidade à operação, as equipes continuaram os levantamentos e identificaram que o restante da droga estava em um casebre em Esplanada (BA). No imóvel situado em território baiano, foram apreendidos mais 200kg da droga. O total de droga apreendido nesta ação policial gira em torno de 270kg.

Com as apreensões em Sergipe e Bahia, os entorpecentes foram encaminhados para o Departamento de Narcóticos (Denarc), em Aracaju, onde as investigações e as trocas de informações – que incluem a apuração da Divisão de Inteligência (Dipol) – terão continuidade para chegar à identificação de outros envolvidos com o tráfico desses 270 kg de drogas.

Quanto à mulher presa na operação, ela foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e responderá ao inquérito policial e, posteriormente, ao processo criminal.

A Polícia Civil solicita que informações e denúncias que possam levar à identificação e à localização de suspeitos de ações criminosas como o tráfico de drogas sejam repassadas à polícia por meio do Disque-Denúncia. O número é o 181, e o sigilo do denunciante é garantido pela segurança pública.

Fonte SSP/SE

Related Articles