Sergipe Repórter

Operação da PM visa reforçar segurança no centro comercial de Aracaju

Com o fim do ano e o aumento no número de pessoas circulando pelo centro da capital, a Polícia Militar iniciou uma operação para reforçar a segurança em ruas e praças do centro comercial de Aracaju.  A operação, que se chama Comércio Seguro, será realizada até meados de janeiro de 2022 com objetivo principal de evitar possíveis assaltos e furto de bens.

A ação será realizada em uma grande área que compreende o Mercado Central, o Calçadão, praças e terminais de ônibus, além do polo comercial do bairro Siqueira Campos. 

“Para essa operação, contamos com a equipe da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar de Sergipe, responsável pela região, e contamos com o apoio dos batalhões de polícia especializada, como a Choque. Estamos distribuídos em 20 duplas em cada ponto e seis viaturas fazendo ronda, além do policiamento corriqueiro. Contamos também com as câmeras do Ciosp para fazer a identificação dos possíveis criminosos”, detalha o tenente-coronel da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar, Gladston Oliveira.

Até o momento, nenhuma ocorrência por roubo ou furto foi registrada. “Desde o início da operação, não registramos nenhum furto ou roubo. O único crime que evidenciamos foi uma tentativa de homicídio que ocorreu no sábado passado, na Rodoviária Velha, quando um rapaz foi alvejado, mas sobreviveu aos tiros. No mais, a operação tem sido tranquila”, relata. 

Dicas

O tenente-coronel Gladston Oliveira explica que apesar da segurança oferecida pela presença dos policiais, alguns cuidados ainda devem ser tomados por parte dos consumidores para que tenham seus bens subtraídos.  “Antes de vir ao centro comercial é importante trazer somente o necessário e evitar manusear o celular no meio das vias porque atrai e tira o foco. O ideal é não manusear dinheiro de forma exposta e, caso tenha filhos, evitar trazê-los, porque criança tira o nosso foco. Se vier de veículo, ao sair, é preciso prestar atenção se está fechado corretamente e se o alarme está ligado, e, por fim, a orientação evitar deixar objetos de valor dentro do veículo com fácil visualização”, destaca o tenente-coronel Gladston Oliveira.

Por Luana Maria e Verlane Estácio

Related Articles

Posso ajudar?