Sergipe Repórter

Parente da criança morta em Indiaroba relata crime bárbaro que repercuti na imprensa de Sergipe.

Crime foi presenciado pelo irmão da vítima, de apenas quatro anos de idade.

Por volta das 19 horas deste domingo (19), uma criança identificada pelo nome de Kauane Fontes, de 13 anos, foi degolada dentro de casa no povoado Colônia Sergipe, na Zona Rural do município de Indiaroba no Sul sergipano.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o suspeito teria invadido a residência no momento em que a vítima estaria sozinha com o irmão de cinco anos.

A suspeita da família é que o crime tenha sido cometido pelo ex-padrasto da adolescente. Ele está foragido. Informações e denúncias podem ser repassadas pelo 181.

O Instituto Médico Legal realizou perícias e recolheu o corpo no início da manhã desta segunda-feira, (20). A Polícia Civil está investigando o caso.

Durante o programa de Théo Batista pela Rádio Esperança na manhã desta segunda-feira (20) uma prima da vitima, Alécia esclareceu algumas informações sobre o bárbaro crime que repercuti em todo o Estado de Sergipe.

Ela disse que no momento do crime, a mãe de Kauane estava na igreja e que Kauane estava em casa tomando conta das outras crianças de 4 e 2 anos que são filhas do suspeito.

“A mãe foi para a igreja e deixou essa criança de 13 anos tomando conta de suas outras duas irmãs, uma de 4, outra de apenas 2 anos. Ao chegar na igreja, disse que o ex-padastro da vitima passou por ela e perguntou para aonde ela iria – Ela respondeu… “deixe a minha vida” – e ele seguiu adiante.

“Ao retornar para casa por volta das 21 horas, ela chamou pelo nome da adolescente Kauane por várias vezes, bateu na porta e ela não respondia. A criança de 4 anos que estava no interior da residência foi até a porta da casa, se aproximou da mãe e falou… mãe, meu pai levou Kauane”.

O suspeito é ex-marido da mãe da vitima e ela já vinha sofrendo ameaças.

Devido à situação que ela estava vivendo muito tempo, sendo ameaçada várias vezes, a mãe da vitima, ex-mulher do suspeito com quem tem duas filhas se desesperou ao saber que seu ex-marido teria levado a sua enteada Kauane. A criança de 4 anos disse a mãe que o pai teria levado a sua irmã  Kauane para o fundo da casa. Ai então, a mãe se desesperou pensando ela que o suspeito teria levado a menina para um ligar distante, logo em seguida pediu socorro aos vizinhos.

O Crime

Como a residência estava fechada, ela pediu ajuda, arrombaram a porta e quando chegaram ao quintal encontraram a menina morta, degolada.

Ligação para o suspeito

Após o crime, ele evadiu-se do local, a mãe da vitima entrou em contato com ele e deixou o telefone no viva-voz para as pessoas ouvirem e ele atendeu a ligação e ele falou que ela estava doida, que ele não estava sabendo de nada sobre o crime.

Ainda de acordo com informações ficamos sabendo que ele já estava retornando do pronto-socorro porque havia cortado os dedos e realizado o procedimento de curativo e depois desse momento ficamos sem saber de seu paradeiro. Finalizou Alécia.

A mãe da vitima Márcia pede justiça: “Esse crime não pode ficar assim, pesso justiça pela morte de minha pequena”.

O Corpo da criança está sendo velado em uma residencia da avó e que será sepultado no municipio de Boquim.

De acordo com o Tenente-Coronel Lucas Rabelo (6º BPMSE) foi informado que o suspeito negou a autoria do crime e que o mesmo iria posteriormente se apresentar a policia com um advogado.

A Policia Militar esteve imediatamente no local e constatou o crime. A PM também fez buscas na casa do suspeito no Povoado Cachoeira mais não encontrou.

Por: WASHINGTON REIS I SERGIPE REPÓRTER I Foto: Familiares

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?