Sergipe Repórter

Quatro pessoas são presas em operação para desarticular grupo suspeito de furtar gado no Sul sergipano

Quatro pessoas foram presas em uma operação policial deflagrada na manhã desta quinta-feira (16) para cumprir mandados de busca e apreensão na Região Sul de Sergipe e tentar desarticular um grupo criminoso responsável por furto de gado e animais.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, um funcionário da prefeitura de Cristinápolis e um servidor público estadual estão entre os integrantes da organização criminosa. O estado informou que vai aguardar o término dos trabalhos policiais. Já a prefeitura não foi localizada para falar sobre o caso.

A investigação foi iniciada pela Delegacia de Frei Paulo em outubro de 2019, quando nove cabeças de gado foram furtadas de uma fazenda na Zona Rural do município. Segundo a polícia, o mesmo grupo seguiu praticando outros furtos de animais em diferentes regiões de Sergipe, como Itabaianinha e Nossa Senhora da Glória.

“Nos aprofundamos e descobrimos que se tratava de um grande grupo especializado em roubos e furtos de diversos animais. Identificamos todos os participantes, desde o mentor até os principais executores. Um desses executores, o principal, dono do caminhão boiadeiro apreendido, faleceu de Covid-19 ainda no ano passado”, disse o delegado Fernando Melo.

O grupo atuava em diversas partes do estado e também havia denúncias da prática na Bahia. “Na calada da noite, eles pegavam os animais e embarcavam nesse caminhão. Depois eram repassados para o mentor, que também tinha um açougue em Cristinápolis e revendia parte da carne para a população de lá”.

Com a atuação do grupo criminoso sendo monitorada por agentes policiais da Delegacia de Repressão a Crimes Rurais e da Divisão de Inteligência (Dipol) e a Justiça de Frei Paulo expediu mandados de prisão para os principais membros da associação criminosa, que, atualmente, havia se especializado no furto de cavalos e jumentos em Cristinápolis e cidades circunvizinhas.

A operação foi intitulada ‘Cavalo de Troia.

Foto: Divulgação/SSP/SE

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?