Sergipe Repórter

Radialista de Estância poderá disputar em 2022 candidatura a deputado estadual

Avizinham-se as eleições de 2022, há anos que Estância, um dos maiores colégios eleitorais do Estado não elege um deputado estadual, que tenha domicílio neste município. O último deputado estadual foi o atual prefeito, Gilson Andrade, natural de Itabaiana, que deixou a Assembleia Legislativa para ser prefeito.

Atualmente vários nomes que pretendem disputar a Assembleia Legislativa, circulam nas redes sociais como possíveis pré-candidatos, como o da ex-vice-prefeita, Adriana Leite, esposa do ex-prefeito Ivan Leite.

Também citam nesse cenário de prováveis, o vereador Misael Dantas, atual presidente da Câmara de Vereadores (ele ainda não confirmou). Há quem cite também, o nome do atual vice-prefeito, André Graça. Mas há quem aposte em uma candidatura do ex-vice-prefeito, Filadelfo Alexandre (MDB), entre outros nomes. Mas a novidade se refere ao radialista Magno de Jesus, ex-conselheiro tutelar, bacharel em Direito, graduado em Letras Português, católico praticante (membro do MCC), membro da Academia Estanciana de Letras, cronista esportivo, agente cultural e membro-fundador do Clube dos Poetas Estancianos.

O radialista Magno de Jesus é aliado do deputado federal, Fábio Henrique (PDT) e aposta que o partido apresente uma chapa completa para deputado estadual.

O radialista não confirma sua pré-candidatura a deputado estadual, mas também, não descarta.  Magno de Jesus defende uma renovação política e acredita que Estância pode eleger dois deputados estaduais em 2022.

Para o radialista, a cidade de Estância precisa voltar a ter voz e vez na Assembleia Legislativa.

“Estância precisa e deve voltar a ser Estância. Não me conformo em ver um dos municípios sulistas mais importantes de Sergipe, esquecido na Assembleia Legislativa e consequentemente perdendo espaço para Itabaianinha e Tobias Barreto, que possuem deputados estaduais”, lembrou Magno.

De acordo com Magno de Jesus, a região sul vem sofrendo com uma política tímida de geração de emprego e renda. “A cidade de Estância vem penando com o desemprego e nós, estancianos não temos nenhum deputado estadual para levantar essa bandeira em nosso favor”, lamentou.

Magno de Jesus disse que Estância precisa do seu deputado estadual, também, para defender e cobrar dos governos estadual e federal melhorias para o patrimônio arquitetônico (nossos casarios e sobrados coloniais estão abandonados); para os músicos, apoio às bandas filarmônicas, escritores, poetas, cantores, compositores, artistas em geral. “Um deputado tem que está à disposição de todo o segmento da sociedade”, disse.

O radialista informou que o momento é de pandemia, de mortes e de muita gente passando fome, não está para se pensar em pré-candidatura a deputado estadual, mas disse que está à disposição do presidente estadual do PDT, radialista Fábio Henrique, para também ir à luta.

Da Gazeta de Estância.com.br

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?