Sergipe Repórter

Sergipe vence Lagarto na 1ª partida da final do Sergipão 2021

Em jogo com pênalti marcado pelo VAR, Sergipe vence o Lagarto e sai na frente na decisão do estadual.

Arbitragem de vídeo auxiliou na marcação de penalidade máxima para o Sergipe, que foi convertida por Everton Ageu. Da Silva e Paulinho ainda marcaram para a equipe alvirrubra, enquanto Felipe Alves descontou para o Verdão.

A expulsão no início da partida comprometeu o jogo do Lagarto, que sofreu dois gols ainda no primeiro tempo e pouco chegou no ataque. O Sergipe fez dois gols, mas perdeu muitas chances de ampliar na primeira etapa. O segundo tempo teve um Verdão mais à frente, mas o fato de ter um jogador a menos dificultava o preenchimento dos espaços. O Sergipe ainda ampliou com Paulinho, aos 23. O Lagarto ainda conseguiu descontar aos 35, com Felipe Alves e ganhou um gás a mais para buscar uma reação. Porém, a partida terminou com o 3 a 1 para o Sergipe.

Na eta inicial o jogo começou bem disputado com as duas equipes chegando ao ataque e criando chances. Até que aos 12 minutos, o VAR chamou a atenção para um lance envolvendo André Luiz, goleiro do Lagarto, e o meia Doda, do Sergipe. Após análise, a árbitra Thayslane de Melo Costa expulsou o goleiro e marcou pênalti para a equipe alvirrubra. Ewerton Ageu cobrou bem e abriu o placar. Com um a mais, o Sergipe começou a pressionar ainda mais e perdeu algumas chances de ampliar por caprichar demais. Aos 30 minutos, Da Silva aproveitou um rebote de escanteio e chutou para marcar um belo gol. O Lagarto sentiu a expulsão e pouco fez com 10 jogadores. Os jogadores alvirrubros tentaram mais chances, porém o primeiro tempo terminou assim.

Na fase complementar com algumas mudanças no intervalo, Betinho tentou manter a organização da equipe, mas que ela chegasse ao ataque. Aos 12 minutos, Lucena cobrou acertou o travessão em cobrança de falta e Felipe Alves isolou o rebote. O ritmo deu uma caída, até que o Sergipe chegou ao terceiro gol. Paulinho aproveitou bola mal tirada pela defesa do Verdão e deixou o dele. E quando o resultado já parecia encaminhado, o Lagarto descontou. Daniel chutou cruzado e Felipe Alves desviou no meio do caminho para guardar. Tiquinho ainda teve a chance de fazer mais um gol para o Lagarto, mas parou no goleiro Igor Rayan.

O Sergipe pode empatar ou perder por um gol de diferença que fica com o título. Já o Lagarto precisa vencer por gols de diferença para ficar com a taça inédita. As equipes voltam a se enfrentar pelo segundo jogo da final, desta vez com mando de campo do Lagarto. A partida está marcada para o próximo sábado, às 16h, no Barretão.

VAR EM AÇÃO

A arbitragem de vídeo teve certo trabalho na primeira partida em que atuou no futebol sergipano. Aos 12 minutos do primeiro tempo ele sugeriu a revisão de um lance que terminou com a expulsão do goleiro André Luiz, do Lagarto, e um pênalti para o Sergipe. Ele também atuou na revisão dos outros três gols, mas não teve irregularidades para assinalar.

Com informações do GE.Globo

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?