Sindicatos fazem ato na Orla por lockdown e saída do presidente

Sindicatos fazem ato na Orla por lockdown e saída do presidente

Do terminal Atalaia até as areias da praia, as centrais sindicais e movimentos sociais levaram sua mensagem de protesto pela vida, lockdown já em Sergipe, Fora Bolsonaro e eleições gerais já. O ato aconteceu em Aracaju, na manhã deste sábado, 18, e foi organizado pelas frentes antifascistas Brasil Popular e Povo Sem Medo, CUT, CTB, UGT e Conlutas.

Presidente da CUT/SE, o professor Roberto Silva alertou a população sobre o cenário de infectados e mortos em Sergipe

“Triste é ver a inércia e a covardia dos gestores do estado que não decretam o lockdown. A população está morrendo, Sergipe tem mais de mil mortos por Covid-19 e os gestores continuam colocando em risco a vida da população sergipana quando não decretam o lockdown. Na nossa avaliação, o lockdown é a única saída para barrar a curva de infectados, tratar as pessoas que estão doentes e a partir daí recomeçar a abertura das atividades econômicas”, criticou o presidente da CUT/SE.

Após o ato em frente ao terminal, os manifestantes seguiram em caminhada até as areias da praia onde firmaram cruzes para denunciar os mais de 48.800 casos confirmados em Sergipe e mais de mil mortes.

Fora Bolsonaro

Contra a política genocida do Governo Bolsonaro que vem tratando a pandemia com desdém e descaso, os manifestantes fizeram o percurso gritando Fora Bolsonaro.

“É um governo ilegítimo, que ganhou a eleição com mentiras, com fake news, e durante a pandemia do Coronavírus já cometeu vários crimes de responsabilidade. O Fora Bolsonaro é fundamental em defesa do país. Este é um governo que não cuida do povo e destrói direitos dos trabalhadores, nega a proteção neste momento crítico, não tem condições de governar um país. Por isso defendemos o Fora Bolsonaro urgente e eleições gerais já”, explicou Roberto Silva, presidente da CUT/SE.

Fonte e foto: CUT/SE

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by