Sergipe Repórter

STF condena André Moura a oito anos de prisão por desvio de recursos

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira, 29, pela condenação do ex-deputado estadual André Moura a 8 anos e 3 meses de prisão em regime fechado por desvio de recursos da Prefeitura de Pirambu. O ex-líder do governo Temer no Congresso Nacional e ex-chefe da Casa Civil no Rio de Janeiro também está proibido de exercer cargo ou função pública por um período de 5 anos.

O julgamento começou na semana passada, com a manifestação da acusação e da defesa do ex-parlamentar. Foram analisadas três ações penais. Em todas elas, André responde pela prática dos crimes de peculato e desvio de recursos públicos. Ele é acusado de utilizar sua influência junto ao seu sucessor, o prefeito da época, Juarez Batista, para desviar recursos da Prefeitura.

Em uma das ações, André Moura é acusado de efetuar compras em mercadinhos om dinheiro público em benefício próprio. Em outra, é acusado de usar telefones celulares pagos pela Prefeitura. Na terceira, é acusado de utilizar veículos da frota municipal.

A defesa de André Moura nega as acusações e alega que não há provas que incriminem o ex-deputado. O Isto é Aracaju entrou em contato com a assessoria de André Moura, mas sem sucesso. A equipe de reportagem permanece à disposição por meio do e-mail contato@istoearacaju.com.br

Por Verlane Estácio

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?