Testes da UFS apontam 690 casos de Covid-19 em 10 municípios de SE

Testes da UFS apontam 690 casos de Covid-19 em 10 municípios de SE

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) divulgou nesta terça-feira, 19, o resultado final da primeira etapa de testes rápidos da covid-19 realizados nos dez municípios mais populosos do estado.

Foram identificados 690 casos distribuídos em Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto, Itabaiana, São Cristóvão, Estância, Tobias Barreto, Itabaianinha, Simão Dias e Nossa Senhora da Glória. Os testes rápidos foram realizados entre os dias 2 e 9 de maio. Ao todo, a UFS analisou 3.047 amostras de sangue de pessoas sem sintomas do novo coronavírus.

De acordo com a UFS, dos 690 casos confirmados, 407 pessoas testaram positivo para o aparecimento de anticorpos do tipo IgM, que sugerem a doença ativa na fase inicial de contaminação. Outras 283 pessoas positivaram para o tipo IgG, o que indica que a pessoa provavelmente já está imune ao novo vírus respiratório. 2.228 testes apresentaram resultado negativo. Além disso, 128 amostras tiveram resultado indeterminado, o que podem sugerir, pela titulação do anticorpo, o contato com a covid-19, e ainda a não expressão total de anticorpos para positividade. Sugere-se, neste caso, a repetição do teste em 7 dias.

Ainda segundo a UFS, Aracaju liderou o número de casos confirmados com 126 resultados positivos. Em seguida, ficou Itabaiana com 86. São Cristovão foi o terceiro município com mais casos: 77, enquanto Socorro registrou um caso a menos, 76. Em Itabaianinha, 73 pessoas testaram positivo para o novo coronavírus. Simão Dias contabilizou 60 casos assintomáticos; Lagarto, 59; Estância, 57; Glória, 46, e Tobias Barreto, 37.

“A gente travou uma guerra. E a guerra é contra o vírus. A guerra é para que esse vírus não prejudique mais a nossa população sergipana. E fica a mensagem: toda pesquisa tem sua metodologia, sensibilidades e especificidades. Mas toda pesquisa visa trazer a luz a informação a quem quer que seja,” explica o professor do Departamento de Farmácia da UFS e coordenador da força-tarefa, Lysandro Borges.

Força-tarefa

A ação voluntária de testagem da população sergipana para o diagnóstico da covid-19 envolve professores e alunos dos departamentos de Farmácia, Medicina, Nutrição, Educação em Saúde, e Ciências Atuarias e Estatística da UFS, em parceria com técnicos do Hospital Universitário e profissionais de saúde do estado e dos municípios.

Próxima etapa

Depois de percorrer a capital e o interior do estado, a próxima parada da força-tarefa da UFS será nos serviços considerados essenciais, em especial para testar os profissionais que estão na linha de frente na prevenção e combate ao coronavírus. Nesta segunda etapa, serão aplicados 3.500 mil testes no sistema drive-thru.

Com informações da UFS  -(Foto: ASN)

administrator

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Powered by