Sergipe Repórter

TJPB volta a decretar prisão de delegado e policiais envolvidos na morte de empresário

Os policiais sergipanos estavam em liberdade desde o dia 21 de abril passado

O Tribunal de Justiça da Paraíba deferiu, na manhã desta terça-feira (24), um recurso para a suspensão do habeas corpus da prisão do delegado e policiais sergipanos envolvidos na morte do empresário paraibano Geffeson Moura Gomes, de 31 anos, durante abordagem policial ocorrida no dia 16 de março deste ano. 

Os investigados tinham sido liberados no dia 21 de abril, após a Justiça paraibana entender que não havia elementos idôneos que demonstrassem que, soltos, os réus comprometessem o resultado útil do processo, indeferindo, assim, o pedido de prisão preventiva. 

No entanto, na manhã desta terça-feira (24), um recurso do Ministério Público da Paraíba, foi deferido pela Câmara Criminal do TJPB, derrubando a soltura dos envolvidos. O relator foi o desembargador Carlos Martins Beltrão Filho. 

Procurado por F5News, o advogado Guilherme Maluf, da defesa do delegado Osvaldo Resende e do policial Militar Gilvan Oliveira, informou que discorda da decisão e irá recorrer.

“Os requisitos necessários da prisão preventiva não se fazem presentes. Muito pelo contrário, os investigados envolvidos no fato do dia 16 de março têm um perfil de responder o processo em liberdade. Eles garantem a ordem pública, têm notórios serviços prestados à sociedade sergipana e, por conta disso, não se faz necessária a decretação da prisão preventiva”, disse o advogado. 

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?