Sergipe Repórter

Trio participa de estupro de garota de 11 anos dentro de escola municipal

Uma garota de 11 anos, que possui transtorno mental, foi segurada à força e estuprada no município de Siriri, a 60 km de distância de Aracaju. De acordo com a família da menina, o crime ocorreu dentro de um dos banheiros da Escola Municipal Professora Maria Madalena dos Santos Silva, durante o período de aula.

A garota teria sido segurada por um estudante, o outro fez uma espécie de ‘vigilância’ na porta do banheiro, enquanto um terceiro garoto, de aproximadamente 14 anos, teria praticado o estupro.

O Portal Fan F1 conversou com exclusividade com o irmão da vítima. Ele disse que o caso foi registrado na quarta-feira, 20. Ao chegar em casa, os familiares perceberam ferimentos na região genital da garota, que logo em seguida contou detalhes do crime. A menina, inclusive, reconheceu e indicou os autores do crime.

A denúncia foi feita na Delegacia de Siriri no dia seguinte ao crime. A garota foi encaminhada para fazer exame no Instituto Médico Legal (IML) e na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, por onde continua recebendo acompanhamento médico. Segundo os familiares, ela não tem conseguido dormir à noite desde o dia do estupro.

Segundo os familiares, os responsáveis pela Escola estão desviando o foco da denúncia e acobertando o caso, o que tem provocado uma evasão de alunos nos últimos dias de aula, por receio dos pais e mães.

A Polícia Civil já está iniciando as oitivas e deve ouvir a garota e os responsáveis em Aracaju nos próximos dias. O Conselho Tutelar de Siriri também já está ciente do caso.

O Fan F1 entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Siriri e foi informado que desde o primeiro momento, assim que ficou sabendo do ocorrido, comunicou o Conselho Tutelar e a Polícia Civil do município. Além disso, a gestão vem dando todo o suporte psicológico a criança. A Prefeitura disse ainda que por estar em segredo de justiça, não pode dar mais detalhes sobre o fato, tem procurado preservar ao máximo a identidade da criança e vai aguardar o transcorrer das investigações. 

Related Articles

Abra aqui
Posso ajudar?