Governo de Sergipe asfalta rodovia Boquim-Estância e falta de sinalização já registra dois acidentes.

Governo de Sergipe asfalta rodovia Boquim-Estância e falta de sinalização já registra dois acidentes.

A Rodovia que interliga os municípios de Boquim e Estância já recebeu o asfalto, porem a sinalização ainda não foi concluída e a noite é um perigo por conta da falta de acostamento

A rodovia era realmente um problema para quem diariamente trafega sobre ela. Muitos acidentes, inclusive com morte já foram destaques nas páginas de jornais de Sergipe e recentemente após a pavimentação asfáltica dois acidentes já foram registrados em menos de um mês.

Um trânsito seguro depende da competência e da responsabilidade dos motoristas, mas não é só isso. As condições da infraestrutura das vias também têm relação direta com a segurança. Também dependente dos governantes óbvio que fazem as coisas quando eles bem querem. A culpa é sempre das empresas que vencem as licitações para executarem os serviços, sempre essa desculpa.

A inexistência de placas indicativas e de pintura de faixas na pista foi determinante para os acidentes ocorridos neste mês de novembro.

Outro ponto que é importante destacar está localizado no trecho do Povoado Cabeça Dantas já no município de Boquim. Os redutores de velocidades (quebra-molas) estão sem pintura e a noite alguns condutores de veículos (carros e motocicletas) são surpreendidos pela falta de sinalização. Um motociclista quase perde a vida em um dos quebra-molas.

O asfalto ficou ótimo mesmo assim a rodovia não tem sinalização e nem acostamento. A noite é um breu e sem colocar nesta conta a soltura de alguns animais na pista.

É óbvio que a falta de sinalização aumenta o risco de acidentes. O motorista entra em uma curva sem a velocidade adequada e não saberá qual decisão tomar.

É necessário planejamento, mas, para isso, é preciso diminuir a burocracia e aumentar os investimentos. Se nada for feito, os índices de acidentes só irão aumentar.

Fiscalização

Na Rodovia Boquim-Estância não há fiscalização quanto aos usuários. Em nossa passagem de ida e volta até a capital da laranja, nenhum motociclista foi visto com o uso do capacete, sinais de quer a fiscalização não ocorre. Outras cidades como Pedrinhas, Arauá qual também visitamos não há fiscalização de trânsito.

Ciclistas e pedestres

Observando a ausência de acostamento em todo o trecho aqui relatado pedestres e ciclistas ficaram sem espaço. Ciclistas que praticam suas atividades vão continuar dividindo a rodovia com os veículos.

A obra de reestruturação da SE-282 é de competência do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura (Sedurb) e do Departamento de Infraestrutura Rodoviária (DER).

Por: Washington Reis I SERGIPE REPÓRTER

Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *