Governo e SSP determinam rigor na apuração de ações dos grupos criminosos que se utilizaram do futebol para praticar crimes em Sergipe

Governo e SSP determinam rigor na apuração de ações dos grupos criminosos que se utilizaram do futebol para praticar crimes em Sergipe

Polícia trabalha para identificar e indiciar envolvidos

Para coibir a prática de ações criminosas por parte de grupos criminosos que se reúnem sob o pretexto de torcer por times de futebol, o Governo do Estado e a Secretaria da Segurança Pública (SSP) determinaram a intensificação das investigações e das operações policiais para identificar todos os envolvidos e coibir a prática de novas investidas criminosas em Sergipe. Os envolvidos nos casos do último fim de semana serão identificados e irão responder criminalmente por associação criminosa e tentativa de homicídio.

Fábio Mitidieri, governador do estado, evidenciou que é preciso diferenciar o torcedor daqueles que se utilizam do momento do futebol para praticar crimes. “O que nós vimos ontem foram vândalos trajados de camisa de futebol. Não dá para culpar o futebol, que é um ambiente de família, de lazer e de esporte. Temos que ser duros com isso”, enfatizou ao analisar as cenas que ocorreram no último fim de semana.

Diante da gravidade da situação, o governador determinou rigor nas investigações. “Nós vamos atrás desses marginais para que a gente possa devolver o Batistão às famílias sergipanas. É bom ver que não houve violência no estádio. Temos que lamentar pelos incidentes, pelas vítimas. O futebol é para pessoas de bens, e as famílias sergipanas serão protegidas. Essa é a determinação”, assegurou o governador Fábio Mitidieri.

As apurações sobre os fatos que ocorreram no último fim de semana irão transcorrer com rigor, assim como ressaltou o delegado- geral, Thiago Leandro. “Desde o domingo, 4, foi determinada a participação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no caso para que nós possamos evitar que criminosos utilizem o futebol para praticar seus crimes”, reiterou o delegado-geral da Polícia Civil.

O objetivo é identificar todos os envolvidos nos fatos que ocorreram durante o último fim de semana, pois haverá o indiciamento. “Vamos indicá-los por associação criminosa e tentativa de homicídio. O secretário da segurança pública, João Eloy, determinou uma força-tarefa juntamente com a Polícia Militar, por meio do Batalhão de Choque, para coibir de forma efetiva essas ações criminosas”, pontuou o delegado-geral, Thiago Leandro.

SSP/SE

Related Articles